Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Minas tem maior avanço diário do coronavírus registrado em dois meses

Secretaria contabiliza 15.133 contaminações em 24 horas, o segundo maior quantitativo de todo o período epidêmico


Por Tribuna

02/06/2021 às 12h01

Nas últimas 24 horas, 15.133 tiveram contaminação confirmada pelo coronavírus em Minas Gerais, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). O número só não supera o divulgado no dia 9 de abril, quando 16.479 casos foram contabilizados. Os dados foram disponibilizados em boletim epidemiológico da pasta estadual, que também soma 324 óbitos causados pela Covid-19 no estado no período de um dia.

Com o recente aumento, Minas chegou a 1.594.420 contaminações. Dessas, 89.676 pessoas ainda estão em acompanhamento pelas unidades de saúde do estado, número que retoma a tendência de alta observada majoritariamente durante as últimas semanas. Outras 1.463.864 são consideradas recuperadas. Até o momento, 40.880 pessoas morreram em Minas Gerais por complicações relacionadas à Covid-19.

O conteúdo continua após o anúncio

Quanto às internações, o total de hospitalizações chegou a 138.995. O número de pessoas que realizaram apenas isolamento domiciliar, por outro lado, chegou a 1.455.425.

Vacinação

Segundo a SES, 4.928.532 pessoas já foram vacinadas contra o coronavírus no estado, sendo que 2.382.765 completaram a imunização com segunda dose. O Governo de Minas, até o momento, recebeu 10.040.564 unidades de vacinas contra o vírus do Ministério da Saúde, e já repassou 9.065.204 para os municípios.

Juiz de Fora

A pasta estadual confirma 32.151 contaminações e 1.636 óbitos em Juiz de Fora. Dados mais recentes emitidos pelo município, no entanto, já apontam para 34.226 casos confirmados e 1.652 vidas perdidas. O “vacinômetro” da Prefeitura de Juiz de Fora registra 180.119 pessoas vacinadas com pelo menos uma das doses de vacina contra o coronavírus.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia