Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Minas registra novo recorde de casos de coronavírus em 24 horas

Estado soma mais de 16 mil contaminações em um dia, além de 455 vidas perdidas


Por Tribuna

09/04/2021 às 10h54- Atualizada 09/04/2021 às 10h56

A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) voltou a registrar recorde de casos de coronavírus em Minas Gerais nesta sexta-feira (9). O boletim da pasta estadual aponta aumento de 16.479 contaminações nas últimas 24 horas no estado. O informativo também soma 455 óbitos causados pela Covid-19 no mesmo período.

O recorde anterior havia sido estabelecido no último dia 26, quando 14.062 contaminações foram contabilizadas. Na última quarta-feira (7), o estado ainda registrou o maior aumento de mortes causadas pela Covid-19 em 24 horas, com 508 vidas perdidas.

Com o recente aumento, Minas chegou a 1.208.529 contaminações. Dessas, 89.591 pessoas ainda estão em acompanhamento pelas unidades de saúde do estado, enquanto outras 1.091.688 são consideradas recuperadas. Até o momento, 27.250 pessoas morreram em Minas Gerais por complicações relacionadas à Covid-19.

O conteúdo continua após o anúncio

O boletim estado também se aproxima das 100 mil internações causadas pela doença. O total de hospitalizações chegou a 99.890. O número de pessoas que realizaram apenas isolamento domiciliar, por outro lado, chegou a 1.108.639.

Vacinação

Segundo a SES, 2.156.274 pessoas já foram imunizadas contra o coronavírus no estado. O Governo de Minas, até o momento, recebeu 4.651.980 unidades de vacinas contra o vírus do Ministério da Saúde, e já repassou 4.539.952 para os municípios.

Juiz de Fora

A pasta estadual confirma 24.147 contaminações e 1.071 óbitos em Juiz de Fora. Dados mais recentes emitidos pelo município, no entanto, já apontam para 25.546 casos confirmados e 1.191 vidas perdidas. O “vacinômetro” da Prefeitura de Juiz de Fora registra 78.826 pessoas vacinadas com pelo menos uma das doses de vacina contra o coronavírus.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia