Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Tupi acerta a contratação do zagueiro Léo Fortunato


Por Tribuna

25/11/2015 às 15h43- Atualizada 25/11/2015 às 15h45

fortunato_
Divulgação/cidadeverde.com

O Tupi anunciou, na tarde desta quarta-feira (25) a contratação do terceiro reforço para a temporada 2016, o zagueiro, Léo Fortunato, 32 anos, que passou por Cruzeiro, Vitória, e, este ano, defendeu o Pietà Hotspurs, de Malta.

Natural do Rio de Janeiro, Léo Fortunato, iniciou sua carreira na capital fluminense, onde atuou por Madureira e Bangu. Contratado pelo Cruzeiro, defendeu a equipe celeste no Campeonato Brasileiro entre 2008 e 2010. Nas duas últimas temporadas o zagueiro atuou fora do país, em Malta, pela equipe do Pietà Hotspurs até acertar com o Carijó.

O jogador se apresenta com o restante do elenco no início de dezembro, para iniciar a preparação para o Campeonato Mineiro.

Após a contratação do técnico Júnior Lopes, o Tupi já anunciou a renovação de contrato de sete atletas: o goleiro Glaysson, o lateral direito e capitão em 2015 Osmar, os volantes Filipe Alves e Rafael Jataí, o meia Vinícius Kiss e os atacantes Ygor e Ramon.

Além das renovações de contrato, o clube trouxe o lateral Douglas e o meia Hiroshi. Novos reforços devem ser confirmados nos próximos dias. A expectativa da diretoria é que até o fim da primeira quinzena de dezembro o elenco já tenha em torno de 20 atletas participando da pré-temporada.

 

Veja a ficha do novo reforço carijó:

O conteúdo continua após o anúncio

Nome completo: Leonardo Fortunato dos Santos

Posição: zagueiro

Altura : 1,86m

Peso : 83kg

Pé dominante: direito

Data de Nascimento: 14/03/1983

Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ)

Clubes anteriores: Cruzeiro, Braga (PO), Vitória(BA) e Pietà Hotspurs (Malta)

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia