Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Homem é detido por suspeita de furtar peças de bronze do Cemitério Municipal

Rapaz de 28 anos foi encontrado com seis alças de metal maciço, entre outros materiais; funcionários do local acionaram a Guarda Municipal


Por Tribuna

23/06/2022 às 17h18

Na manhã desta quinta-feira (23), a Guarda Municipal foi acionada por funcionários do Cemitério Municipal, no Bairro Poço Rico, para deter um rapaz, de 28 anos, que estaria furtando peças de bronze de túmulos do local.

De acordo com a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), quando a equipe chegou ao cemitério para fazer o encaminhamento do fato à delegacia de Polícia Civil, o rapaz já tinha sido contido pelos próprios funcionários. Com ele foram encontradas uma sacola com seis alças de metal maciço, um pedaço de tampo de ferro e uma bicicleta.

O conteúdo continua após o anúncio

Segundo os relatos de dois funcionários do cemitério, por volta das 6h, foram ouvidos sons de batidas em ferro, vindas da parte baixa do cemitério, conhecida como cemitério velho, dada à ocupação mais antiga, onde se concentram jazigos ornamentados com materiais nobres.

Os funcionários avistaram um homem com um pedaço de tampa de esgoto pontiaguda, usada para golpear os puxadores de metal. Percebendo o flagrante, o autor dos furtos fugiu em direção à Rua Antônio Dias.

Na fuga, o autor teria invadido residências, causando danos em muro e portões, além de ter furtado uma bicicleta, com a qual tentava fugir, mas foi interceptado na altura da Rua da Bahia.

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia