Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Morre professor de geografia Danilo Marcos Teixeira

Com 60 anos, educador sofreu complicações de AVC. Sepultamento ocorreu nesta quarta-feira


Por Tribuna

21/07/2021 às 20h58

O professor de geografia Danilo Marcos Teixeira faleceu, nesta terça-feira (20), em Juiz de Fora, aos 60 anos, vítima de complicações de um acidente vascular cerebral (AVC). Danilo lecionou em diferentes instituições de ensino da cidade, como no Instituto Estadual de Educação (Escola Normal), no Colégio Academia e também no Centro de Ensino Superior (CES-JF), atual Uniacademia, onde também foi coordenador do curso de geografia. Atualmente, Danilo dava aulas na Escola Municipal Dom Justino, no distrito de Torreões. Ele era divorciado e deixa três filhos.

“O Danilo sempre foi uma pessoa muito querida entre os professores e alunos. Ele conhecia os estudantes de perto, sabia seus nomes, particularidades, era um professor muito amigo. Essa é uma perda muito grande para a nossa escola”, lamenta a professora de português da instituição, Olinda Ferreira Maurício, com quem Danilo costumava pegar carona para ir até o colégio. “Eu já o conhecia, mas foi assim que passamos a ter amizade”, conta. “A gente costumava falar muito sobre nossos filhos”, lembra.

O conteúdo continua após o anúncio

Danilo foi um dos professores do editor de fotografia da Tribuna de Minas, Leonardo Costa, também formado em geografia, durante a graduação. “Ele foi meu professor de geopolítica, uma das disciplinas dentro do curso. Sempre preocupado com questões como as desigualdades sociais e com a população, foi um professor que despertou na gente o lado crítico da geografia, até em relação ao próprio aprendizado da geografia. E um dos legados que ele sempre frisou que a gente deveria carregar, era em relação aos ensinamentos de Milton Santos, que foi um geógrafo muito importante para o Brasil e para a geografia do país”, lembra Leonardo.

Em nota, o Sindicato dos Professores de Juiz de Fora (Sinpro-JF) lamentou o falecimento do professor, também atuante em relação às causas da categoria. “Companheiro de diferentes jornadas de luta, foi atuante nas frentes em defesa de uma educação pública de qualidade. Fará muita falta nas lutas que virão!”, diz o texto. Também em nota, a Secretaria de Educação da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) prestou solidariedade aos familiares e amigos de Danilo. O sepultamento ocorreu nesta quarta-feira, às 14h, no cemitério Parque da Saudade.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia