Tópicos em alta: cartas a jf / onça-pintada / dengue / polícia

Mulher atropelada por trem é identificada

Corpo foi reconhecido por mãe e irmã da vítima no IML

Por Tribuna

14/03/2019 às 18h26

A mulher que morreu após ser atropelada por uma composição férrea foi identificada nesta quinta-feira (14) como Ursula Nogueira Costa, de 36 anos. Segundo a assessoria da Polícia Civil, o corpo dela foi reconhecido no Instituto Médico Legal (IML) pela mãe e por uma irmã. O acidente aconteceu na manhã de quarta em trecho corrido – proibido para a circulação de pedestres – no Bairro Poço Rico, Zona Sudeste de Juiz de Fora.

O conteúdo continua após o anúncio

Ursula chegou a ser socorrida pelo Samu até o HPS, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu após uma parada cardiorrespiratória. O maquinista, 32, relatou à PM ter avistado a pedestre caminhando pela lateral da linha férrea. Quando o trem se aproximou, no entanto, ela já estaria andando sobre os trilhos, não sendo possível evitar o atropelamento.
A MRS, concessionária que administra a ferrovia, confirmou que “apesar de insistentes tentativas com acionamento de buzina, a vítima não apresentou nenhuma reação à aproximação do trem.”

O acidente aconteceu quase um mês depois de outra mulher, 19 anos, ter ficado gravemente ferida ao ser atropelada por trem também em trecho corrido no Poço Rico. A vítima ainda estava com sua filha de 11 meses no colo. A bebê recebeu alta no mesmo dia, mas a mãe permanece até hoje na enfermaria do HPS.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia