Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Grávidas e puérperas voltam a ser vacinadas com a Coronavac na próxima semana

Recebimento das doses, com o imunizante, segue orientações do Ministério da Saúde


Por Tribuna

13/05/2021 às 19h27- Atualizada 13/05/2021 às 21h45

A partir da próxima segunda-feira (17), grávidas e puérperas com comorbidades voltaram a ser vacinadas, desta vez, com a Coronavac. A imunização ocorrerá no Sport Club Juiz de Fora, das 8h às 16h. Segundo a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), a recomendação segue as normas da Anvisa e do Ministério da Saúde, que haviam suspendido, a estas mulheres, a vacinação com o imunizante da AstraZeneca. (https://tribunademinas.com.br/noticias/cidade/11-05-2021/pjf-suspende-vacinacao-de-gestantes-com-comorbidades.html)

Para receber as doses é preciso realizar um pré-cadastro no site da PJF (pjf.mg.gov.br). Além de documento de identidade com foto e comprovante de residência, com cópias, as grávidas têm que entregar laudo médico, teste positivo ou cartão de pré-natal. Já as puérperas deverão apresentar a alta hospitalar ou a certidão de nascimento do bebê.

O conteúdo continua após o anúncio

Para os dois grupos será necessário atestado médico ou declaração, informando a comorbidade, receita de um medicamento de uso contínuo, usado no tratamento, ou algum documento que identifique o acompanhamento da condição crônica ou comorbidade listada como prioritária. Todos os documentos têm de ser emitidos há, no máximo, 12 meses.

Grávidas e puérperas que tomaram a primeira dose da AstraZeneca devem aguardar

Seguindo as orientações da Anvisa, as grávidas e puérperas que tomaram a primeira dose do imunizante AstraZeneca devem aguardar novas orientações.

Como o intervalo entre a primeira e a segunda doses é de três meses, a avaliação é que há tempo suficiente para uma deliberação a respeito, sem comprometer a imunização. É importante ressaltar que a vacinação por diferentes imunizantes não é preconizada, e os especialistas são claros ao condenar o procedimento. Portanto quem recebeu a primeira dose da AstraZeneca, em tese, não poderia ser vacinado também com a Coronavac.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia