Tópicos em alta: sarampo / CPI dos ônibus / polícia / bolsonaro / reforma da previdência

Marcha em JF vai chamar atenção para violência financeira contra idosos

Ato irá lembrar o Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. Evento será na próxima terça-feira (18)

Por Tribuna

12/06/2019 às 11h08

A violência financeira contra o idoso será o tema de uma marcha no Centro de Juiz de Fora, na próxima terça-feira (18),. O ato irá lembrar o Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, celebrado em 15 de junho. O alerta será feito diante de um cenário em que diversos idosos da cidade são alvos de cobranças indevidas descontadas diretamente de suas aposentadorias.

Munidos de faixas e cartazes, idosos e vereadores da cidade se reunirão às 14h, na escadaria da Câmara Municipal, no Parque Halfeld, e seguirão até o Cine-Theatro Central, onde haverá apresentação de bateria de escola de samba. Além disso, em uma tenda em frente à Câmara será exibido um vídeo durante todo o dia informando sobre golpes financeiros aplicados em pessoas idosas.

A escolha pelo alerta dos golpes financeiros foi feita depois de uma visita da Comissão do Idoso da Câmara ao Procon, na última semana. O órgão apontou que 30% dos atendimentos feitos em 2018 foram a idosos. A maior incidência de reclamações é sobre as cobranças indevidas de associações que descontam valores em torno de R$ 30 e, muitas vezes, passam despercebidos pelos aposentados.

O conteúdo continua após o anúncio

Um encontro entre a Comissão e várias entidades, na terça-feira (11), debateu o tema. Estiveram presentes representantes de entidades como a Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Juiz de Fora,  a Ordem dos Advogados de Minas Gerais (OAB), a Câmara Sênior, o Grupo Compaixão, o Centro de Convivência do Idoso, a Amac e o Departamento da Saúde do Idoso.

Os problemas causados pelos golpe foram apresentados pela Associação dos Aposentados, que não recebe contribuições por desconto em pagamento e que atua levando as demandas dos aposentados ao Poder Público. Durante o encontro, o presidente da Associação dos Aposentados,  Antônio Amaral, destacou: “Falamos em violência e só pensamos na violência física, mas esse problema também atinge muitos idosos e deve ser combatido. Talvez ela seja pouco sentida pela população, mas está dilacerando o idoso e, portanto, é um assunto que precisamos abordar”, pontuou.

No encontro também foi destacada a importância da manutenção do Centro Mais Vida em Juiz de Fora, que é especializado no cuidado com idosos. Sem receber repasses do governo estadual desde janeiro, a Agência de Cooperação Intermunicipal em Saúde Pé da Serra (Acispes) está com dificuldade para manter o funcionamento do programa.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia