Tópicos em alta: tiroteio entre polícias / polícia / enem 2018

PM atira contra homem em surto que atacou militares com facão

Polícia foi chamada pelo Samu para conter cidadão que estaria em ataque psicótico

Por Tribuna

09/11/2018 às 10h49- Atualizada 09/11/2018 às 11h37

Policiais militares atiraram contra um homem que estaria em surto psicótico e que havia atacado com facão três cabos da PM. O caso foi registrado na Zona Nordeste de Juiz de Fora, pouco antes de 1h desta sexta-feira (10). De acordo com informações da Polícia Militar, a corporação foi acionada pelo Samu para dar apoio na contenção do suspeito, que já havia danificado toda a residência onde mora com a família. Chegando ao endereço, os militares se depararam com o homem, 31 anos, portando um facão com lâmina de 40 centímetros, “exaltado e agressivo”, que se negava a receber atendimento médico.

De acordo com o documento policial, os militares fizeram várias tentativas de conversa com o homem, porém, sem sucesso. O suspeito dizia a todo momento, segundo a PM, que “ia picar na faca” qualquer pessoa que se aproximasse. O homem teria então investido contra os militares, atingindo os cabos com golpes de facão. Para conter o cidadão e proteger os profissionais do Samu, os policiais e os familiares, um policial disparou com munição de borracha. Porém, o homem continuou as agressões, sendo necessário, conforme o documento policial, o uso de arma de fogo.

O conteúdo continua após o anúncio

Foram efetuados disparos com pistola ponto 40. Um dos tiros acertou o pé direito do homem e outro atingiu seu joelho esquerdo, o que o derrubou. Segundo a PM, o homem caiu e bateu a cabeça na quina de um degrau, o que causou um afundamento de crânio.

Uma vez contido, os profissionais do Samu usaram medicação para sedar o homem. Ele foi levado para o Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde ficou internado. Os cabos, de 30, 32 e 44 anos, foram socorridos na mesma unidade médica. O policial de 32 anos teve um corte no braço esquerdo e escoriações na face, o mais jovem sofreu escoriações no joelho direito, e o cabo mais velho apresentava um hematoma na perna esquerda. Eles receberam atendimento médico e foram liberados.

Os militares envolvidos na ocorrência foram apresentados ao comandante de sua companhia e tiveram suas armas recolhidas. O suspeito ficou internado na condição de preso em flagrante por ter agredido os policiais militares e tentado agredir a equipe do Samu e os próprios familiares.

Tópicos: polícia

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia