Tópicos em alta: tiroteio entre polícias / polícia / enem 2018

Compasso de espera

Por Por Renato Salles

08/11/2018 às 07h00 - Atualizada 08/11/2018 às 07h42

Uma ação ajuizada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE) pelo diretório nacional do PHS pede que o deputado federal Marcelo Aro (PHS), ex-presidente da sigla, seja investigado por possível abuso de poder econômico. Conforme matéria publicada pelo jornal “O Tempo”, o PHS questiona supostas irregularidades cometidas pelo parlamentar com relação à utilização de bens materiais e o Fundo Eleitoral durante o período em que Aro comandou a agremiação. A alegação é a de que o deputado teria agido em benefício de sua própria reeleição, em detrimento das demais candidaturas. O desenrolar dos fatos merece atenção dos bastidores políticos de Juiz de Fora. Apesar de a contestação ainda estar se iniciando, uma possível condenação de Aro poderia resultar em inelegibilidade, o que abriria vaga para o primeiro suplente da coligação, o vereador juiz-forano Rodrigo Mattos (PHS), que poderia chegar ao Congresso após receber 24.644 votos no último dia 7 de outubro.

Direito dos animais

Coassinado pelo deputado estadual juiz-forano Noraldino Júnior (PSC), o projeto de lei que institui em Minas Gerais a Política Estadual de Utilização Sustentável dos Veículos de Tração Animal foi aprovado nessa quarta-feira pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa (CCJ). Entre outras regras, a norma prevê a retirada gradativa de tais veículos nos perímetros urbanos do estado. O texto avançou na CCJ na forma de substitutivo. Entre as alterações efetuadas na redação original está a definição de que a elaboração e a execução de planos ou programas são atividades de competência do Poder Executivo. Além de Noraldino, assinam a proposição Fred Costa (Patri) e Anselmo José Domingos (PTC).

O conteúdo continua após o anúncio

Combate ao feminicídio

Também nessa quarta, a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia deu aval para projeto de lei de autoria da deputada Marília Campos (PT) que institui o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio. O objetivo da proposição é o de que a data de conscientização incida sempre no dia 23 de agosto. Presidente da comissão e relator da matéria, Cristiano Silveira (PT) opinou pela aprovação do dispositivo, que tramita em turno único, na forma de substitutivo. A nova redação retira do texto original a determinação de que, na data, o Poder Público promova, especialmente nas escolas públicas, debates, seminários e outros eventos relacionados com o combate ao feminicídio. Assim a realização de tais ações caberão ao Poder Executivo.

Transição em Minas

Coordenador da equipe de transição nomeada pelo governador eleito Romeu Zema (Novo), o vereador licenciado de Belo Horizonte, Mateus Simões (Novo), é o convidado do programa Pequeno Expediente, da Rádio CBN Juiz de Fora, nesta quinta-feira (8). Na atração, que vai ao ar por volta das 11h05, Simões fala sobre as expectativas para a primeira reunião entre os representantes de Zema e da atual gestão do governador Fernando Pimentel (PT), prevista para acontecer nesta sexta-feira. Inicialmente, o encontro estava previsto para acontecer nesta quinta, contudo acabou adiado.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia