Tópicos em alta: polícia / carnaval 2019 / barragem / campeonato mineiro

Frente parlamentar

Por Paulo Cesar Magella

06/01/2019 às 07h00 - Atualizada 05/01/2019 às 14h49

Frente parlamentar

O deputado Júlio Delgado (PSB) disse que vê com bons olhos a hipótese levantada pelo deputado Charlles Evangelista, em entrevista à Rádio CBN e à Tribuna, de criação de uma frente parlamentar pela Zona da Mata. “Independentemente de partido político ou ideologia, nós precisamos pensar coletivamente sobre a grave situação enfrentada pelos municípios mineiros. Assim como o deputado Charlles, acredito que é preciso que nós, parlamentares em Brasília e Belo Horizonte, tenhamos a sensibilidade de unir esforços para beneficiar nossa região e tirar as prefeituras dessa grave crise econômica.”

Filme antigo

Quando estava em curso a campanha eleitoral de 2014, vários candidatos a deputado foram entrevistados por empresários para saber suas propostas. Num evento promovido por Associação Comercial, Clube dos Diretores Lojistas e Centro Industrial, no Hotel Green Hill, os políticos se propuseram a atuar coletivamente pelas demandas regionais. A maioria fez o dever de casa, mas com uma característica: em carreira solo. Em momento algum sentaram-se a mesma mesa para traçar algum tipo de trabalho conjunto. A expectativa, agora, é a de que será diferente.

Patrus favorito
O deputado Agostinho Patrus é o nome mais cotado para assumir a presidência da Assembleia Legislativa, a partir do mês que vem, quando começa a nova legislatura. O PSC, cujo presidente estadual é o deputado Noraldino Júnior, vai apoiá-lo. O parlamentar também é um dos mais ativos nas articulações. Os deputados veteranos têm conversado bastante com os eleitos para o primeiro mandato, a fim de garantir apoio à chapa de Patrus. Na Assembleia desde 2007, Patrus é o presidente estadual do Partido Verde, já tendo sido secretário de estado nas gestões tucanas.

O conteúdo continua após o anúncio

Contatos em Brasília

Embora vá ficar sem mandato a partir do ano que vem, o deputado Marcus Pestana vai continuar morando em Brasília, o que deve facilitar suas ações nas instâncias de poder. Afinal, além de deputado federal por vários mandatos, foi secretário Executivo do Ministério das Comunicações no Governo tucano, secretário de Estado da Saúde, atuando também na área ambiental. Por conta dessa experiência, telefonou ao novo secretário Municipal de Saúde, Paulo César Oliveira, se colocando à disposição para ajudar nas demandas no Ministério da Saúde, uma vez que é amigo do ministro Luiz Henrique Mandetta e de seus principais assessores.

Metas para o futuro

Pestana e Paulo César Oliveira têm uma história em comum. Quando o deputado, em 1980, era estudante de Economia e presidia o Diretório Central dos Estudantes da UFJF, PCO presidia o Diretório Acadêmico da Enfermagem. Combinaram que Pestana, no dia 24, fará um debate com o comando da Secretaria Municipal sobre gestão do SUS a partir da experiência acumulada nos oito anos à frente da SES/MG.

 

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia