Tópicos em alta: outubro rosa / top of mind 2019 / sarampo / CPI dos ônibus / polícia

Mais prazo para relatório

Por Paulo Cesar Magella

03/02/2019 às 07h00 - Atualizada 02/02/2019 às 17h15

Os responsáveis pelo relatório da Empav, documento que deve nortear as ações do prefeito Antônio Almas na empresa, pediram mais duas semanas de prazo para a sua conclusão. O texto, um trabalho conjunto de técnicos da própria Empav e especialistas de outras áreas, deve sugerir ao prefeito a implementação de medidas sem necessidade de dar fim à empresa, como era a proposta inicial indicada por alguns setores. Com um grave passivo financeiro, ela seria absorvida pela Secretaria Municipal de Obras. Diante do pedido dos próprios funcionários, tal medida foi retirada do texto da reforma aprovada pela Câmara, mas tudo vai depender do que será apresentado a Almas.

Quem fica e quem sai
De acordo com a mensagem sancionada pelo prefeito, as secretarias terão um prazo próprio para implementar as medidas definidas no texto, o que indica que não será um pacote único, mas as mudanças, independentemente do período, estarão sendo acompanhadas atentamente por vários setores, além do público interno do Executivo. Há preocupação entre os empresários com a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano, fruto da fusão das secretarias de Meio Ambiente e de Atividades Urbanas. Consideram que a SMA, sob a gestão de Eduardo Fácio, ganhou eficiência, que esperam ser mantida sob o novo formato. Os titulares das novas pastas ainda não foram definidos.

O conteúdo continua após o anúncio

Sem gravata
Portaria assinada pelo juiz Sérgio Murilo Pacelli dá um refresco aos usuários do fórum e demais serventuários nesse período de calor. Até o dia 31 de março está abolido o uso de terno e gravata nas audiências na Oitava Vara Cível, por ele presidida. Nas razões, Pacelli destaca “não se justificar o uso de tal indumentária no período mencionado, já que a saúde de todos deve ser devidamente preservada, não atrapalhando o traje, o funcionamento da Justiça, não havendo nenhum desmerecimento no uso de terno e gravata nas audiências desse juízo”, finalizou.

Nova diretoria da Ampar
A Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Paraibuna (Ampar) já tem nova diretoria. Pela unanimidade dos eleitores, o prefeito de Guarani, Paulo Neves, foi eleito presidente da entidade. O vice-presidente é Dauro Martins Vidal, prefeito de Tabuleiro, enquanto a segunda vice-presidência ficou com José Maria Novato, prefeito de Ewbank da Câmara. No mesmo evento, os filiados também elegeram a diretoria do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário do Vale do Paraibuna (Cimpar), com a indicação de Paulo Neves também para o mesmo cargo de presidente. Como primeiro vice-presidente ele terá Marcos Pascoalino, prefeito de Rio Pomba, enquanto Carlos Antônio De Castro, prefeito de Matias Barbosa, será o segundo vice-presidente. Uma das primeiras decisões foi a adesão ao movimento da Associação Mineira dos Municípios de adiar o início do ano letivo.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia