Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / polícia / eleições 2020 / bolsonaro

Governador e prefeito de BH voltam a polarizar por conta da pandemia

Por Paulo Cesar Magella

02/07/2020 às 13h54 - Atualizada 02/07/2020 às 13h54

O governador Romeu Zema e o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, dão mostras de serem potenciais adversários na eleição estadual de 2022. A percepção decorre da troca de críticas que estado e capital vêm implementando pelas redes sociais e pelos meios de comunicação. Na quarta-feira, falando à CNN, o governador disse que BH não fez o dever de casa, por isso, está com alto índice de contaminação. De acordo com o jornal Estado de Minas, Zema foi claro: “uma prefeitura rica como a de BH não fez o papel que era esperado”. No mesmo canal, o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, destacou que “queria entender por que o governador demonstra tanto ódio pela população de Belo Horizonte, que é tão mineira quanto os outros mineiros”. Ele garantiu que o município ampliou sua rede de atendimento.

O conteúdo continua após o anúncio
Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia