Tópicos em alta: polícia / chuva

PM mata homem que fazia reféns em residência em Antônio Carlos

Suspeito teria invadido residência com outros comparsas e, acuado, investido contra militares

Por Tribuna

05/12/2018 às 10h58- Atualizada 06/12/2018 às 00h03

Um jovem de 23 anos foi baleado e morto por policiais militares em Campolide, distrito de Antônio Carlos, depois de fazer moradores reféns. Por volta das 2h desta quarta-feira (5), o rapaz e outros dois comparsas, de 18 e 24 anos, entraram no imóvel e rederam um casal a fim de roubar dinheiro e materiais de valor. O homem, 53, e a mulher, 46, foram amarrados e agredidos. No entanto, o roubo acabou frustrado, pois vizinhos perceberam a movimentação e ouviram gritos, acionando a PM. “Recebemos uma ligação informando sobre uma movimentação suspeita, e do local eram ouvidos barulhos. Quando a PM chegou ao endereço, um dos criminosos foi visto retornando para o imóvel e os outros no interior da casa. O policial avistou ele próximo a um pallet (estrutura em madeira) e deu ordem de parada. No entanto, ele não obedeceu. Ele ainda desferiu um soco no PM e tentou retirar a arma do militar que acabou efetuando um disparo. O tiro atingiu a perna do jovem que foi socorrido na hora, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Regional de Barbacena”, disse o capitão Flátio Tafuri Mattoso, um dos responsáveis pelo atendimento à ocorrência.

O conteúdo continua após o anúncio

De acordo com a PM, na cueca do suspeito que veio a óbito foi encontrado um revólver calibre 38 e grande quantia e dinheiro, subtraída do imóvel. O valor não foi divulgado pela corporação. Um celular também foi roubado, mas não foi recuperado.

Os comparsas do assaltante foram presos durante rastreamento. Um deles foi localizado na rodovia que corta a cidade e confessou participação no crime. Os suspeitos seriam moradores de Barbacena e teriam saído da cidade para praticar o crime. Eles já eram monitorados pela PM e, após capturados, foram encaminhados à Delegacia de Barbacena. Já o militar responsável pelo disparo também ficou detido, sendo levado para a delegacia para prestar depoimento. A Polícia Civil deverá investigar o caso.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia