Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Minas ultrapassa 40 mil vítimas fatais da Covid-19

Estado registra 9.582 contaminações e 242 óbitos nas últimas 24 horas; número de casos ativos segue em crescimento


Por Tribuna

28/05/2021 às 13h25

Minas Gerais chegou a 40.026 mortes associadas à Covid-19, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG). O número consta em boletim epidemiológico publicado nesta sexta-feira (28), sendo alcançado após o registro de 242 óbitos e 9.582 contaminações pelo coronavírus em 24 horas. O total de infecções no estado chegou a 1.555.284.

O número de casos ativos em acompanhamento pelas unidades de saúde do estado está em 86.576, dado em franco crescimento ao longo da última semana. Por outro lado, 1.428.682 pessoas são consideradas recuperadas após alta hospitalar ou período de pelo menos dez dias em isolamento domiciliar assintomático.

Segundo a SES, 136.079 pessoas tiveram de ser internadas em hospitais mineiros por conta do coronavírus. A maior parte dos infectados, 1.419.205 pessoas, realizaram apenas isolamento domiciliar.

O conteúdo continua após o anúncio

Mais de 10 milhões de doses recebidas

O total de pessoas vacinadas contra a Covid-19 em Minas Gerais chegou a 4.773.593, sendo que 2.327.424 delas já receberam a segunda dose de imunizante. O Governo de Minas recebeu 10.040.564 unidades de vacinas do Ministério da Saúde, e 8.828.983 foram repassadas aos municípios mineiros até então.

Juiz de Fora

A SES confirma 31.543 contaminações e 1.611 óbitos por Covid-19 em Juiz de Fora. Os números, no entanto, estão desatualizados em relação aos emitidos pelo município, que já apontava para 33.548 casos confirmados e 1.615 mortes até quinta-feira (27). O “vacinômetro” da Prefeitura de Juiz de Fora ainda contabiliza 176.044 pessoas vacinadas, até o momento.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia