Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Minas volta a somar quase 500 óbitos por Covid-19 em um único dia

Quantidade de contaminações confirmadas em 24 horas também foi alta, com 12.874 casos


Por Tribuna

28/04/2021 às 11h02

A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) voltou a registrar avanço severo da letalidade da Covid-19 em Minas Gerais. O estado perdeu 488 vidas por conta da pandemia nas últimas 24 horas, segundo boletim publicado pela pasta estadual nesta quarta-feira (28). Em igual período, a secretaria contabilizou 12.874 contaminações pelo coronavírus.

Segundo a pasta estadual, 1.342.892 pessoas foram contaminadas pelo vírus e 32.985 morreram por complicações relacionadas à Covid-19 desde o início da pandemia no estado. Dos infectados, 75.646 permanecem em acompanhamento pelas unidades de saúde do estado. Por outro lado, 1.234.261 são consideradas curadas após alta hospitalar ou período de pelo menos dez dias em isolamento domiciliar assintomático.

Ao menos 115.166 pessoas foram internadas em hospitais mineiros por complicações relacionadas ao coronavírus. Outros 1.227.726 contaminados realizaram apenas isolamento domiciliar.

O conteúdo continua após o anúncio

Vacinação

Ainda segundo o boletim, 3.192.903 pessoas foram imunizadas contra o coronavírus em Minas Gerais até o momento. Desse total, 1.412.600 já receberam a segunda dose. O estado recebeu 6.221.880 doses do Ministério da Saúde até então.

Juiz de Fora

Pelos dados do informativo, Juiz de Fora tem 27.100 contaminações confirmadas e 1.344 vítimas fatais da Covid-19. Dados mais recentes, emitidos pelo município, no entanto, apontam para 28.674 casos diagnosticados de infecção e 1.372 óbitos na cidade. O município também tem 105.458 pessoas vacinadas com pelo menos uma dose de imunizante contra o coronavírus.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia