Tópicos em alta: CPI dos ônibus / polícia / fé na estrada / reforma da previdência / bolsonaro

Às vésperas do Dia dos Pais, filhos vasculham vitrines por presentes

Neste sábado (10), o comércio de rua fica aberto até às 18h em função da comemoração

Por Fabiane Almeida, estagiária sob supervisão da editora Fabíola Costa

09/08/2019 às 20h01- Atualizada 10/08/2019 às 10h06

Às vésperas do Dia dos Pais, filhos procuram, de vitrine em vitrine, o presente ideal, com o melhor preço, no comércio de rua de Juiz de Fora. As peças de vestuário costumam ser as preferidas, mas há quem se arrisque também em objetos criativos. Apesar da escolha crescente pelas compras on-line, as lojas físicas, na prática, acabam se mostrando a melhor opção para quem deixou a tarefa para a última hora, observa o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Marcos Casarin.

A nutricionista Márcia Cristina de Oliveira optou por sair à procura de algo funcional para que seu filho de 13 anos pudesse presentear o pai. Entre preços razoáveis e outros que não cabem no bolso, ela optou por uma peça de roupa no valor de R$ 150. “A gente sempre procura alguma coisa mais em conta, dentro das nossas possibilidade, sem extrapolar muito.”

O conteúdo continua após o anúncio

Fugindo dos presentes tradicionais, a camareira Thalita Gomes e o filho de 7 anos optaram por uma lembrança personalizada. “Todo ano damos perfume, camisa ou calça. Dessa vez, escolhemos uma caneca que tem a foto dos dois. Demora um dia para ficar pronta. Se comprasse pela internet e precisasse fazer alguma troca, não teria como resolver a tempo.”

Apesar da proximidade da data, o cenário desta sexta-feira (9) no Centro foi de ruas cheias, mas poucas sacolas nas mãos. Com a expectativa de aumento médio de 3% a 5% nas vendas este ano ante 2018, Casarin acredita que o resultado das vendas depende do empenho das empresas na data. “Uns vão vender mais e outros vão vender menos, depende do investimento. Se usam as mídias sociais para divulgação, se têm bom atendimento e equipe bem treinada, vão vender mais.” Neste sábado (10), as lojas do comércio de rua podem ficar abertas até as 18h.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia