Tópicos em alta: chuva / cerveja contaminada / carnaval / polícia / eleições 2020 / bolsonaro

A monarquia dos botecos

Por Airton Soares

28/11/2019 às 01h03

Bares com nomes que remetem a títulos da monarquia regem o centro juiz-forano

  Tem coisas que só existem em Juiz de Fora, como por exemplo uma série de botecos que dominam o centro da cidade com nomes que remetem a títulos da monarquia. Rainha, Rei, Princesa, Príncipe e Príncipe 2 surgiram, nessa ordem, pelas ruas São João, Avenida Getúlio Vargas e nas galerias laterais do Cine-Theatro Central com suas estufas recheadas de tira-gostos, porções preparadas na hora, cerveja gelada, cachaças e bebidas variadas, além de servirem almoço e em alguns deles até jantar.

  Quem começou essa história foi o José Gonçalves Rodrigues, que abriu o Rainha e os demais bares sucessivamente, que foram sendo repassados para outros proprietários posteriormente, mas mantendo os nomes tradicionais. Hoje, ele mora em Cabo Frio/RJ e toca por lá um bar conhecido como Zé do Rainha. Não poderia ser diferente, né? Ele não disse o “fico”, mas foi “além-mar”, ou melhor, à beira mar, para novas conquistas. Pra gente, a certeza que quando estivermos na mais juiz-forana cidade litorânea, teremos bons petiscos pra matar a saudade de Minas.

  Por aqui, os bares mantêm o bom serviço e o cardápio cheio de pratos da cozinha raiz, renovando constantemente e enchendo suas estufas, ou vitrines, como eu prefiro chamar o expositor dos petiscos, sempre estrategicamente colocado na frente dos bares, chamando a atenção e atraindo os clientes que por ali passam. Muitos desses clientes são “cativos”, passam por ali diariamente, e até por mais de uma vez a cada jornada diária, seja para um lanche, o almoço e a gloriosa cerveja no final do dia (em alguns até chope) que pode ser acompanhada do jantar, sempre no formato prato feito, o tradicional PF, generoso, com tempero caseiro e preço acessível a todos.

Em todos, uma unanimidade: ao perguntar qual o tira-gosto mais pedido, a resposta foi o torresmo. Mas não só ele figura no cardápio. Por lá encontramos dobradinha, peito de boi, frango frito, chouriço, fígado de galinha, peixes, batata corada, moelinha, jiló, linguiça e tantos outros que podem ser pedidos em unidade, para acompanhar aquela dose única de cachaça no fim do dia, típica do trabalhador à caminho de casa. Quando a parada é por mais tempo, para o descanso ou para uma conversa entre amigos, há porções mais elaboradas como trio mineiro, frango a passarinho, carne com batata, mandioquinha e batatas fritas, sempre variando as possibilidades em cada endereço. Por isso, eu recomendo: visite os botecos, conheça seu cardápio e escolha o petisco de sua preferência. Vai ser uma verdadeira Estrada Real: um caminho cheio de descobertas e sempre bem servido de petiscos e bebidas. Uma certeza eu garanto: a cerveja estará geladíssima, e o ambiente, rústico e descontraído, vai garantir bons momentos por lá!

 

Rainha

Seg a sab, das 8h às 2h; dom, das 12h às 23h30. Rua São João 134. Tel.: 3216-0706

Rei

O conteúdo continua após o anúncio

Seg a seg, das 8h até o último cliente. Rua São João 40

Príncipe 2

Seg a sab, das 8 à meia-noite. Galeria Ali Halfeld 12. Tel.: 3026-

Príncipe

Seg a sab, das 7h30 à 0h30; dom, das 9 às 22h30. Galeria Azarias Villela 54. Tel.: 3031-2881

Princesa

Seg a sab, das 8 à meia-noite; dom, das 10h às 22h. Av. Getúlio Vargas 321. Tel.: 3212-3011

Zé do Rainha

Rua Jorge Lóssio 560 Lj 5 – Centro Cabo Frio (RJ). Tel.: 98858-9212

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.

Desenvolvido por Grupo Emedia