Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Católicos celebram Dia de São Jorge nesta sexta-feira

Reuniões religiosas seguem com limitações sanitárias no município, mas há celebrações previstas em Juiz de Fora e Santos Dumont


Por Tribuna

22/04/2021 às 10h30- Atualizada 22/04/2021 às 13h12

Pelo segundo ano consecutivo, o Dia de São Jorge, santo conhecido como “o grande mártir”, será celebrado com restrições sanitárias pelas igrejas de Juiz de Fora. Na sexta-feira (23), a Igreja Greco-Católica Melquita, localizada no Bairro Santa Helena, região central, vai homenagear o santo com sete missas: às 7h, 9h, 11h, 12h30, 15h, 17h e 19h. Já a Paróquia Santa Rita de Cássia, no Bairro Bonfim, Zona Leste, faz celebração em homenagem a São Jorge às 20h.

Para participar presencialmente da missa realizada na Igreja Melquita, os fiéis devem realizar agendamento pelo telefone (32) 3212-7878. O atendimento acontece das 9h ao meio-dia, e de 14h às 17h. Já a celebração da Igreja Santa Rita de Cássia terá transmissão ao vivo pelos canais da paróquia no Facebook e no Youtube. As ruas da Comunidade São Jorge, localizada no Alto Três Moinhos, ainda serão abençoadas durante cortejo, no mesmo dia.

O conteúdo continua após o anúncio

Santos Dumont
Em Santos Dumont, município distante 49 quilômetros de Juiz de Fora, a celebração será na Paróquia São Sebastião. As missas acontecem às 6h e às 19h30, na sexta. Também há limitação de ocupantes no templo religioso, mas a participação será por ordem de chegada dos fiéis.

Antes da pandemia, fiéis lotavam a igreja Melquita, que homenageia São Jorge em Juiz de Fora (Foto: Arquivo Tribuna/Olavo Prazeres)

“Grande mártir”

Na tradição católica, São Jorge é venerado como mártir cristão. Ele teria pertencido a um grupo de militares do imperador romano Diocleciano, que perseguia os critãos. No entanto, Jorge da Capadócia renunciou à função por se recusar a servir a um império opressor. Como punição, ele passou a ser perseguido e ameaçado, chegando a ser preso. O santo militar morreu no dia 23 de abril do ano 303, data que ficou posteriormente marcada pelo culto à figura na Igreja Católica.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia