Proteja sua pele o ano inteiro

PUBLIEDITORIAL

Dermatologista explica as diferenças entre os tipos de radiação solar e como se proteger

Por Albert Sabin

08/01/2018 às 12h19

O verão chegou e com ele os cuidados com a pele devem ser ainda maiores. Mas se engana quem adota estas práticas de fotoproteção apenas nas épocas mais quentes. Durante todo o ano, as radiações solares atingem o planeta e, por isso, é importante manter a rotina skincare em todas as estações.O verão chegou e com ele os cuidados com a pele devem ser ainda maiores. Mas se engana quem adota estas práticas de fotoproteção apenas nas épocas mais quentes. Durante todo o ano, as radiações solares atingem o planeta e, por isso, é importante manter a rotina skincare em todas as estações.

Existem poderosas radiações que são capazes de provocar envelhecimento precoce e uma série de alterações na pele, inclusive o câncer. As radiações UVA, UVB, infravermelho e luz visível estão entre elas.

A dermatologista do Corpo Clínico do Hospital Albert Sabin, Dra. Elisabeth Trigo Oliveira, explica que a radiação UVA é invisível aos olhos e é a mais energética, com grande poder de penetração na pele, atingindo a derme que é a camada mais profunda. Os raios UVA atingem o planeta durante todo o ano, inclusive em dias nublados, com o famoso mormaço. Por isso, é importante a proteção diária. São responsáveis pelo bronzeado, mas também pelo fotoenvelhecimento e pelas mutações celulares que predispõem ao câncer de pele.

Já a radiação UVB também é invisível aos olhos e atinge apenas a epiderme, que é a camada mais superficial da pele. Ela é responsável pelo eritema ou queimadura solar. Também está relacionada com o câncer de pele e atinge o planeta em maior quantidade no verão.

O Infravermelho é a luz solar invisível aos olhos e pode desencadear fotoenvelhecimento, enquanto a luz visível pode desencadear ou piorar doenças de pele como urticárias ou melasmas (manchas).

Conhecer os riscos é o primeiro passo para se proteger e a Dra. Elisabeth deu uma dica importante para aplicação de protetor solar: “uma regrinha bem prática, 1 colher de chá na face e pescoço, 1 colher de sopa nos braços, 1 colher de sopa em cada parte anterior e posterior das pernas e 1 colher de sopa na parte anterior e outra na posterior do tronco”. Nas épocas mais quentes, faça uso de chapéu, roupas de algodão, óculos de sol. A hidratação da pele e o aumento da ingestão hídrica também são eficazes na proteção contra a radiação solar.

E para você que quer aproveitar o verão nas praias, piscinas e cachoeiras, cuidado! A radiação que deixa a pele bronzeada é a mesma que causa câncer de pele. Proteja-se e, caso exagere no sol, o tratamento é o uso de compressas úmidas frescas, anti-inflamatórios e anestésicos tópicos. Mas o ideal mesmo é procurar seu dermatologista para uma melhor avaliação.

Cuide-se sempre e, se precisar, pode contar com a equipe do Hospital Albert Sabin.



Desenvolvido por Grupo Emedia