Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Prévia tucana

Por Paulo Cesar Magella

07/05/2021 às 07h00 - Atualizada 06/05/2021 às 21h05

Indicado para fazer parte da comissão especial do PSDB que avalia critérios para a prévia em que será escolhido o pré-candidato tucano à Presidência da República, o ex-deputado Marcus Pestana é a favor da manutenção do dia 17 de outubro como dia para escolha do candidato. A data tem sido motivo de impasse entre lideranças, pois, enquanto o governador de São Paulo, João Doria, quer a escolha dentro do calendário, seus eventuais concorrentes têm posição distinta. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, disse não se importar com a data, enquanto o senador Tasso Jereissati e o ex-senador Arthur Virgílio consideram que a definição deva ocorrer somente no ano que vem. Na próxima segunda-feira, a comissão volta a se reunir e pode colocar essa questão na mesa.

O conteúdo continua após o anúncio

 

Apoio a senador

Em entrevista ao Pequeno Expediente, da Rádio CBN Juiz de Fora, Pestana disse que em Minas o partido não deve ter candidato próprio ao Governo, optando pela possível candidatura do senador Rodrigo Pacheco (DEM). Mas admite que há um problema. Elevado à condição de presidente do Congresso, o senador pode mudar seu projeto e tentar disputar a Presidência da República. “Vamos conversar, pois ele seria o nosso candidato para enfrentar o governador Romeu Zema (Novo), que deve tentar a reeleição, e o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, cotado para disputar o cargo pelo PSD.”

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia