Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

De olho em 2022

Por Paulo Cesar Magella

06/05/2021 às 06h45 - Atualizada 05/05/2021 às 21h47

Nos bastidores da Assembleia há o convencimento em diversos gabinetes de que o governador Romeu Zema tem esticado deliberadamente a corda com os deputados – muitas vezes com duras críticas e até denúncias de corrupção – para moldar o seu discurso de campanha do ano que vem. Ele tem conseguido aprovar pautas importantes, mas tem a privatização da Copasa e da Cemig como pedra de toque de seu projeto. Para tanto, tem como consultor o ex-ministro Salim Mattar, que tratava do mesmo tema no Governo federal, e que deixou Brasília por encontrar dificuldades de levar adiante o seu projeto. Se elas não forem executadas, poderá dizer que a responsabilidade é da Assembleia, e não de sua gestão.

O conteúdo continua após o anúncio
Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia