Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

A fila anda

Por Leandro Mazzini

10/06/2021 às 06h55 - Atualizada 10/06/2021 às 16h03

Enquanto aliados propalam que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está prestes a fechar filiação com o Patriota, o chefe do clã prefere a cautela e mira outros alvos para se proteger. Sua advogada eleitoral Karina Kufa está em São Paulo dialogando, com discrição, com a família do falecido Levy Fidelix, do PRTB, que agora mudou o nome da legenda para Aliança 28. Bolsonaro encontra resistências dentro do Patriota depois que o vice-presidente do partido, Ovasco Resende, interpelou o presidente Adilson Barroso por alterações no Estatuto sem consulta aos membros do Diretório Nacional.

Entendam-se aí

Bolsonaro sabe onde pisa. A insegurança jurídica com o questionamento na Justiça eleitoral e a briga interna do Patriota, por ora, inviabilizam sua filiação.

Memória

O Patriota seria o partido de Bolsonaro na eleição de 2018. Mas Barroso brigou com o então advogado Gustavo Bebbiano, que exigia o controle total da Executiva nacional.

Outras opções

Bolsonaro ainda conversa também com o Progressistas e o Aliança 35 (ex-Partido da Mulher Brasileira) se a negociação não avançar com o antigo PRTB e o Patriota.

Penais na Corte

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, quer priorizar no segundo semestre o julgamento de ações penais. Casos criminais estavam parados na Corte. Autoridades que estão com ações penais paradas vão ver detonados os processos.

O conteúdo continua após o anúncio

Aguarde, Guedes

Com foco nas penais, temas econômicos com grandes impactos para os cofres públicos – como o reajuste do FGTS – devem ficar pro ano que vem.

Tentativas

Não é de hoje que os ministros do Tribunal Superior Eleitoral dão de ombros para pedidos de implementação do voto impresso na urna eletrônica. Em 2018, o relator-Geral do Orçamento da União, deputado Cacá Leão, alocou R$ 250 milhões para concretização do sistema. No entanto, somente R$ 1,2 milhão foi executado.

Três em um

Em 2018, foram presidentes do TSE os ministros Gilmar Mendes, Luiz Fux e Rosa Weber. Ninguém quis tocar no assunto.

Cadê vocês?

Aliás, o debate corre solto e forte na Comissão Especial do Voto Auditável na Câmara dos Deputados, e o MDB – maior partido municipalista do Brasil – não indicou os dois membros titulares aos quais tem direito no plenário.

ESPLANADEIRA

# Honeywell e DENSO expandem aliança visando mercado de mobilidade aérea urbana, com foco em táxis aéreos e veículos de entrega. # Philip Morris International abre inscrições para terceira rodada de financiamento do PMI IMPACT.

Esplanadeira é a seção da Coluna para divulgação de informações de mercado, artes, ação social, esportes e afins, sem qualquer vinculação publicitária ou financeira com este espaço. Sugestões para [email protected]

Leandro Mazzini

Leandro Mazzini

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia