Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / chuva / blogs e colunas / obituário / polícia

As 10 características do comportamento empreendedor

Conheça as cinco primeiras características e a importância delas para os empresários

Por Paulo Barroso Veríssimo, analista do Sebrae Minas

11/12/2018 às 08h00 - Atualizada 10/12/2018 às 13h19

No artigo que escrevi anteriormente, trouxe ao leitor reflexões sobre a motivação para empreender e nele chamei a atenção para “as características empreendedoras”, que serão analisadas em dois textos – a serem publicados no intervalo de uma semana –, tendo como base o Empretec, metodologia desenvolvida pela ONU.

No texto de hoje, falarei sobre cinco das dez características do comportamento empreendedor e de sua importância para os empresários. São elas:

  1. Busca de oportunidades e iniciativa

Esta é uma característica ligada ao conjunto de realização, ou seja, diz respeito a atitudes tomadas pelo empreendedor de forma que ele possa se antecipar aos fatos e criar novas oportunidades de negócios, desenvolver novos produtos e serviços e propor soluções inovadoras.

O empreendedor deve estar “antenado” a todo e qualquer assunto que possa oferecer uma oportunidade de negócio, pois, dessa forma, poderá visualizar e aproveitar oportunidades para começar um empreendimento ou expandir o já existente. É importante ter em mente que estar “antenado” aos acontecimentos não servirá de nada se o empreendedor não tiver a iniciativa de empreender, ou seja, aproveitar a oportunidade vislumbrada.

  1. Correr riscos calculados

Toda decisão tomada por um indivíduo ou uma atividade a ser realizada no futuro apresenta algum tipo de risco, invariavelmente. Empreendimentos, em geral, envolvem riscos relacionados à segurança das informações, mudanças no mercado, desvalorização da marca, alterações legais, entre outros.

Se qualquer tipo de empreendimento estiver exposto a riscos, podemos observar que é praticamente impossível eliminá-los. Porém, há condições de minimizá-los a tal ponto que os resultados possam ser controlados e as alternativas que implicam desafios podem apontar probabilidades de sucesso superiores aos riscos de insucesso.

Dessa forma, o empreendedor deve calcular os riscos e ter a disposição de assumir desafios, respondendo pessoalmente por eles.

 Comprometimento

O empreendedor deve responder pessoalmente pelos resultados obtidos, independentemente de seus sucessos ou fracassos. Ao desenvolver esse comportamento, ele potencializa a capacidade de liderança e, se necessário, pode auxiliar seus colaboradores na realização de uma determinada tarefa. Além disso, o empresário desenvolve a visão de longo prazo, superando o falso sentimento de sobreviver no mercado com o lucro a curto prazo.

O conteúdo continua após o anúncio

Com esse comportamento, o empreendedor começa a enxergar o cliente como parceiro responsável pelo sucesso do seu empreendimento e passa a ter o foco do cliente – e não foco no cliente –, ou seja, ele se esforça para manter a satisfação daqueles a quem atende.

  1. Exigência de qualidade e eficiência

Quando observamos os empreendedores de sucesso, percebemos que eles fazem sempre o melhor, de forma a superarem todos os padrões de qualidade, seja frente a um empreendimento, seja na realização de uma tarefa.

Além de sempre buscar o melhor, eles realizam suas atividades da forma mais eficaz possível, fazendo mais com menos.

O conceito de qualidade é bem subjetivo, uma vez que está diretamente ligado às percepções de cada indivíduo. Mas, apesar dessa subjetividade, é possível perceber determinados padrões de mercado.

  1. Persistência

Não devemos confundir persistência com teimosia. O teimoso é aquele indivíduo que insiste em algo, mesmo que aquilo apresente todos os indicadores de insucesso. Ele não aceita a mudança.

O persistente é aquele que resiste e não desiste diante dos obstáculos, buscando sempre o sucesso daquilo que foi planejado, modificando suas estratégias, quando necessário, para atingir os resultados esperados.

Assim, quando o empreendedor apresenta esta característica bem desenvolvida, significa que ele possui uma estratégia bem definida, que permite que tudo fique muito claro e seja possível alcançar seus objetivos, de modo que ele não medirá esforços para atingi-los.

Com estas cinco primeiras características, é possível termos uma ideia do que é preciso ter e o que é necessário fazer para se tornar um empreendedor de sucesso. Na semana que vem, falaremos sobre as outras cinco características restantes do comportamento empreendedor: Planejamento e monitoramento sistemáticos, Estabelecimento de metas, Busca de informações, Independência e autoconfiança e Persuasão e rede de contatos.

Sebrae Minas Regional Zona da Mata e Vertentes

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia