Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Paisagismo de interiores

Plantas cada vez mais presentes na arquitetura de Interior

Por Aletheia Westermann

14/03/2021 às 07h00 - Atualizada 12/03/2021 às 17h26

Já não há dúvidas sobre os muitos benefícios que as plantas trazem para o espaço doméstico, reforçando a conexão com a natureza e traduzindo o simbolismo de recomeço e otimismo.

Integrar jardins e hortas em projetos residenciais atende a muitos propósitos, sejam eles práticos, estéticos ou psicológicos. Embora saibamos da importância do contato direto com a natureza para a nossa saúde física e mental, plantas também são utilizadas em projetos residenciais com a finalidade de criar microclimas ou para oferecer espaços onde as pessoas podem cultivar seus próprios alimentos. Para tanto, um pouco de disciplina para molhar as plantas e uma boa dose de criatividade podemos transformar os ambientes com esses jardins particulares.

A retomada do verde em casa trouxe a samambaia de volta. Ela pode pincelar perfume vintage, mas também pode surgir repaginada, como nos jardins verticais. Todavia, para quem tem pouco espaço, uma maneira interessante de exibi-las é pendurando pelo teto. Apostar em objetos que facilitam bem essa função, como pendentes e cachepôs, trazem um olhar mais retrô vindo dos anos 70. Além disso, são capazes de refrescar os ambientes em que estão. É também uma ótima dica para quem tem animais em casa, pois algumas plantas podem ser tóxicas para eles.

Criar pequenos núcleos de plantas em meio à decoração é outra maneira bem interessante de trazer o verde e também outras cores. O contraste das folhagens mais o refinamento dos móveis traz o despojamento do espaço. Estantes, prateleiras e cristaleiras podem ganhar um charme a mais na companhia das mais variadas espécies. Vasos e cachepôs misturados a outros objetos, como livros, quadros e esculturas, dão vida ao décor. Para móveis como mesas e aparadores, escolham plantas que fiquem bonitas de serem vistas de cima.

O conteúdo continua após o anúncio

O paisagismo contemporâneo pede um visual natural, com ervas e espécies vistas como mato. Uma estratégia que pode gerar um resultado bucólico e cheio de impacto é usar folhagens e flores em vidros e garrafões transparentes. Formatos, cores e espessuras diferentes podem resultar em um mix interessante, atrair o olhar e dar um upgrade imediato ao ambiente.

 

É inegável o poder decorativo que as plantas têm. Colocar todos os exemplares juntos e criar um canto verde é uma estratégia cenográfica de impacto. Além de trazer a sensação de bem-estar, que ambiente não fica melhor com verde?

Siga também nosso blog. www. tribunademinas.com.br/blog/aletheiawestermann

Aletheia Westermann

Aletheia Westermann

Arquiteta e urbanista formou na UFJF EM 2001. Desde então é Arquiteta diretora do escritório Alethéia Westermann Arquitetos. Entre vários trabalhos importantes trabalhou na restauração do Cine Theatro Central em JF, tem projetos desenvolvidos tanto em São Paulo e Rio de Janeiro como no exterior: Em Londres, UK e nos Estados Unidos, nos estados da Florida e Connecticut . É colunista da rádio CBN/JF no programa Morar Bem Arquitetura e Interiores, além de escrever semanalmente para o Jornal Tribuna de Minas no caderno Casa e Cia.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia