Tópicos em alta: cartas a jf / sergio moro / dengue / polícia

Já pensou em viajar para avistar aves no meio do mato?

PUBLIEDITORIAL

A prática conhecida como birdwatching vem ganhando força no Brasil; em Andrelândia, no Sul de Minas, observadores já identificaram mais de 180 espécies

Por Isabel Pequeno

19/12/2018 às 07h00

Observadores de aves (Frederico Blanco de jeans) em campo (Foto: Gláucia Blanco)

Os juiz-foranos podem experimentar o “birdwatching”, prática de observação de aves – ou “passarinhar” como também vem sendo chamada -, há cerca de duas horas da cidade, nas matas e nos campos da Pousada dos Querubins, em Andrelândia, no Sul de Minas.

A pousada fica em uma região de transição entre os biomas do Cerrado e da Mata Atlântica, preservada há cerca de 40 anos, o que permite uma rica biodiversidade, incluindo aí até mesmo espécies endêmicas, além das ameaçadas de extinção, como o tico-tico-de-máscara-negra e o papa-moscas-do-campo, encontrados apenas em áreas de vegetação nativa. Esses pássaros foram identificados e registrados pelo observador de aves Frederico Blanco, ao lado de outros observadores, que estiveram no local este ano e já catalogaram mais de 180 espécies.

“Embora os mais experientes prefiram ficar no meio do mato, a pousada oferece uma boa estrutura para os iniciantes, com trilhas abertas, sinalizadas, pontes, flores, árvores frutíferas. É possível ver espécies mais comuns até mesmo na pousada, como limpa-folha-de-testa-baia, trinca-ferro, bico-virado-carijó, periquito-rei, corujinha-do-mato, entre outras”, diz Blanco, que pratica o hobby desde criança e, além de fotografar, também curte desenhar as aves.

passaro-papa_moscas_do_campo passaro-tico_tico_de_mascara_negra passaro-corruira_do_campo_creditos_frederico_blanco
<
>
Tico-tico-de-máscara-negra (Foto: Frederico Blanco)

As visitas são feitas com guia treinado ou mesmo por conta própria, uma vez que a pousada dispõe de binóculos e mapas com trilhas e dicas. Muitos chegam equipados com máquinas fotográficas e lentes poderosas capazes de flagrar detalhes como cor, tamanho, comportamento dos animais. “O canto é outra característica que ajuda bastante na identificação da espécie. Algumas possuem comportamento mais previsível, sendo vistas no mesmo lugar mais de uma vez, o que também facilita”, observa Blanco, que presta consultoria para a Pousada dos Querubins.

Pousa dos Querubins (Foto: Divulgação)

Preservar e educar

A prática de observação de aves está começando na Pousada dos Querubins. O primeiro encontro com especialistas no assunto aconteceu em setembro, e a expectativa é grande. “Temos preocupação em preservar esse ecossistema, promovendo o turismo sustentável, com foco também na produção de tudo que consumimos na pousada, oferecendo uma alimentação saudável com ingredientes orgânicos”, ressalta Ana Machado Sabino, presidente da Fundação Guairá (que em tupi significa “terra sem males”). A Fundação engloba a Pousada dos Querubins, uma escola e um casarão que abriga atividades culturais na cidade de Andrelândia, como o coral e o clube de leitura.

A feirinha agrofamiliar, que acontece aos sábados pela manhã em frente ao coreto, é outra iniciativa da instituição, idealizada pela mãe de Ana, dona Berenice, em 1996, com a proposta de criar, em um local de beleza natural e água abundante, uma comunidade autossustentável. O caminho é longo e desafiador. O sonho ainda não foi totalmente realizado, mas Ana se orgulha dos muitos passos já dados e investe no futuro.

Quem visita a Pousada dos Querubins pode conhecer também cachoeiras, um alambique (atualmente em reforma), que produz a cachaça Me Leva, a plantação de macadâmia e de oliveiras. São cinco mil pés de oliveiras plantados há um ano. “A previsão é de produzir o azeite até 2022”, afirma Ana, animada com o processo de fabricação.

Lambari da horta (Foto: Luan Delgado)

Enquanto isso, os funcionários, todos da região e com treinamento adequado, recebem os visitantes com a boa e reconhecida hospitalidade mineira: mesa farta de pães, bolos, biscoitos, mel, geleias, compotas de frutas do pomar, queijo frescal e aquela comidinha caseira bem-feita, de irresistível sabor. Tudo preparado com ingredientes vindos diretamente do quintal. “Não deixe de experimentar o Lambari da Horta, espécie de folha de sálvia, aveludada, também conhecida como peixinho, empanada”, recomenda Heilane Machado, consultora de marketing da Fundação Guairá.

 

Saiba mais

Pousada dos Querubins
Diária a partir de R$ 450 o casal com pensão completa. A 5km do centro de Andrelândia por estrada de terra.
Tel.: (32) 3325-1162 /98477-4331
Site: pousadadosquerubins.com.br

Veja as aves identificadas na pousada
www.taxeus.com.br/lista/12179

Conheça também

Parque Arqueológico da Serra de Santo Antônio
Visita guiada ao sítio com inscrições rupestres de cerca de 3.500 anos. De terça a domingo, das 9 às 16h. A 4km do centro de Andrelândia por estrada de terra. Agendamento: (32) 3325-1006 / 98422-9623
Site: npa.org.br

Montanha-russa em navio

O novo navio Mardi Gras, da Carnival Cruise Line, contará com uma montanha-russa em sua estreia em 2020. A atração chamada Bolt: Ultimate Sea Coaster promete adrenalina a quase 40km/h em curvas e quedas, com vistas de 360 graus.

Museu Nacional na web

O Google Arts & Culture, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Ministério da Educação, convida a conhecer a coleção do Museu Nacional antes do incêndio deste ano. Conheça 164 peças atingidas durante o incêndio de 2 de setembro, entre elas o crânio de Luzia, fóssil humano mais antigo encontrado em 1970 em uma gruta no município de Pedro Leopoldo, na região metropolitana de Belo Horizonte. Acesse neste link.

Novidade no Bourbon Cataratas

Até o dia 31 janeiro de 2019, o Hotel Bourbon Cataratas, em Foz do Iguaçu, recebe a Turma da Mônica em espaço temático inflável, que envolve uma série de atividades com os personagens. Boa opção para quem ainda não programou as férias, o destino oferece natureza, diversão e compras.

Promoção de férias

Para que suas férias em família sejam perfeitas, esteja certo que haverá diversão para todas as idades. Consulte as agências associadas ao CCVB e conheça as promoções de crianças grátis para que você e sua família possam realizar a viagem dos sonhos.

Criança a bordo

Documentação necessária para o menor desacompanhado ou acompanhado de adulto viajar em aviões comerciais: 1- Certidão de Nascimento (original ou cópia autenticada) ou documento de identificação civil com foto e validade em todo o território brasileiro; 2 – Autorização judicial (válida por no máximo dois anos, conforme autoridade judicial); 3 – Em caso de estar acompanhada de um adulto, basta autorização extrajudicial feita pelo pai, mãe ou responsável legal, com firma reconhecida em cartório. Nenhuma criança (0 a 12 anos incompletos) poderá viajar sozinha. Algumas empresas aéreas oferecem serviço de acompanhamento em viagens dentro do território nacional.

 

 

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Desenvolvido por Grupo Emedia