Tópicos em alta: cartas a jf / sergio moro / dengue / polícia

Por que vale a pena viajar por agência

PUBLIEDITORIAL

Além de o preço ser o mesmo dos buscadores na internet, você tem um consultor a seu dispor

Por Isabel Pequeno

12/12/2018 às 07h00- Atualizada 13/12/2018 às 13h53

Gustavo Lemos, Andréa Picorelli, Carolina Mascarenhas, Luana Carrato e Denise Santos se mobilizam em prol do mercado de turismo em Juiz de Fora (Foto: Fernando Priamo)

Viajar por conta própria pode ser uma grande aventura, mas nem todo mundo tem tempo e disposição para passar horas peregrinando em sites de busca, pesquisando preço, checando qualidade de hotel, grau de confiança das empresas, estudando destinos, melhor época…

E quando se trata de marinheiro de primeira viagem então… fica ainda mais difícil confiar em depoimentos de tantos estranhos no mundo virtual. Será que está falando a verdade? Ou o site pagou para falar bem? E se elogiou, será que tem o mesmo gosto que eu, as mesmas exigências? Melhor não arriscar, pois as chances de cair em uma roubada podem ser grandes e desnecessárias. E a viagem dos sonhos pode se transformar em um pesadelo.

Afinal, quem nunca caiu numa das muitas pegadinhas da rede em busca de produtos e serviços mais baratos? Voo promocional que sai do Galeão e chega no Santos Dumont, ou com saída em Congonhas e retorno em Guarulhos, escalas demoradas, em que você acaba gastando mais no aeroporto com alimentação… pacote para as férias no Nordeste no período chuvoso…

Para curtir a viagem ao máximo, em vez de acumular mais problemas, é que entra o agente de viagem, ou melhor, o consultor – de viagem e financeiro. “Além de sugerir os melhores destinos, conseguimos os melhores preços e ainda fazemos todo o planejamento, estudando caso a caso”, ressalta a consultora de viagem Carolina Mascarenhas, da SnowMass Turismo e Intercâmbio. “A gente economiza para o cliente e ainda damos todo o suporte necessário”, completa Denise Santos, da agência de viagens DC Tur.

‘Não existe diferença de preço’

E se você ainda pensa que vai pagar mais caro por isso, está equivocado. “A internet é nossa aliada e não nossa concorrente. Não existe diferença de preço, mas de serviço oferecido”, reforça Fabiana Mendes, da Fama Viagens.

“Conhecemos o mercado, já temos a referência dos custos das passagens aéreas para saber se estão caras ou não. Oferecemos os mesmos preços dos buscadores, que funcionam como ‘agencias de viagens’ on-line. A diferença é que estes sites chamam pelo preço, mas nem sempre é um bom negócio. É preciso cuidado ao comprar. Nós temos um compromisso em satisfazer o cliente. E, mais que a comissão, este é o nosso prazer”, destaca Gustavo Lemos, da Try Turismo. Sócia de Gustavo, Luana Carrato convida o leitor a comparar as vantagens da agência com a internet: “Recebemos treinamentos, viajamos muito também, visitamos os hotéis, conhecemos o que estamos vendendo”.

Mercado mobilizado

Em uma iniciativa inédita, agências de viagens se unem para fortalecer o mercado de turismo e valorizar o trabalho destes profissionais, em um movimento que está começando em Juiz de Fora. O primeiro passo foi a criação do Clube de Consultores das Agências de Viagem de JF, que reúne membros das agências DC Tur, Fama Viagens, Picorelli Turismo, Snowmass e Try Turismo. “Nosso objetivo é trazer novos destinos, informação de confiança, com base em experiências vivenciadas na prática e em anos de mercado”, afirma Denise.

Andréa Picorelli, diretora da Picorelli Turismo, faz um alerta principalmente aos mais jovens, acostumados a resolver tudo on-line. “A furada pode estar no clique”, avisa. E recomenda: “Cuidado com o impulso da compra on-line”. Anúncios estão sempre estimulando uma decisão imediata: “Quase esgotado”, “Resta apenas um quarto disponível”, entre outros. “Fake news da viagem, tudo mentira”, completa Carolina Mascarenhas.

O risco pode ser alto também ao alugar uma casa que não existe. “As agências oferecem mais segurança e garantias nesses casos”, aponta Andréa. “Calotes podem acontecer, por isso é importante confiar no serviço de uma agência de viagem. Desconfie também de câmbios com valores abaixo do preço de mercado. Isso não existe”, afirma Andréa, com a experiência de mais de 30 anos no mercado.

E então? Deu vontade de arrumar as malas? Experimente dessa vez consultar uma agência de viagem.

Novidade em Copacabana

O Fairmont Copacabana, no Rio de Janeiro, será inaugurado em abril de 2019. O hotel terá 375 apartamentos, dos quais 68 suítes e 54 Fairmont Gold Rooms, a categoria de elite da bandeira de luxo da Accor. Vai ocupar o antigo Sofitel Copacabana, com centro de convenções para mil pessoas em formato de auditório e 13 salas de reunião. Academia, duas piscinas e cinco salas de spa fecham a lista de olho no bem-estar dos hóspedes.

Navio de primeira grandeza

Pela primeira vez, o novo MSC SEA VIEW, maior navio a navegar pela costa brasileira, virá ao país. Com embarque em Santos e Salvador, é a principal novidade da temporada 2018/2019.

Vacine-se para viajar

Atenção passageiros com destino a Punta Cana! Desde o dia 29 de novembro, o país exige certificado internacional da vacina de febre amarela. É necessário tomar a vacina pelo menos 10 dias antes de embarcar.

Rio-Londres mais barato

Brasil entra na rota das aéreas de baixo custo. A aérea low cost Norwegian já abriu vendas para os primeiros voos ligando o Reino Unido ao Brasil, com uma rota direta entre Londres e Rio de Janeiro (RJ). As operações começam em 31 de março de 2019, com rotas às segundas, quartas, sextas-feiras e domingos.

 

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Desenvolvido por Grupo Emedia