Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Conceição do Formoso: belezas naturais e vida rural

Distrito de Santos Dumont, que já contava com diversos atrativos, decidiu apostar em projetos que incentivaram o turismo e prepararam os moradores para receber os visitantes


Por Elisabetta Mazocoli, estagiária sob supervisão de Wendell Guiducci

05/01/2022 às 07h00- Atualizada 05/01/2022 às 07h36

Conceição do Formoso
Conceição do Formoso fica distante cerca de 32km de Santos Dumont e tem trilhas, cachoeiras e a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição (foto: Márcio Lucinda/Divulgação)

Na área rural de Santos Dumont, a 32km da cidade, há um distrito com cerca de 1.400 habitantes: Conceição do Formoso. Lá, os visitantes encontram um rio balneável que banha toda a cidade, cachoeiras de fácil acesso, igrejas do século XIX, culinária típica mineira e várias belezas a serem descobertas. Mas o grande diferencial da localidade é que a comunidade inteira se uniu para participar de uma série de projetos de incentivo ao turismo, criando uma infraestrutura para receber todos que quiserem passar por lá.

Foram três grandes projetos responsáveis por mudar o rumo o distrito. O primeiro deles, “Turismo é bom e dá trabalho”, foi feito em parceria com o Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) e deu o pontapé que a comunidade precisava para se mobilizar e começar a pensar em como gerir os empreendimentos locais. Afinal, Formoso tinha vários atrativos interessantes, mas não estava pronta para receber todos os visitantes que queria atrair. A atual coordenadora desse projeto, Gicele Brittes, explica que o tema do turismo ainda era pouco debatido na comunidade em 2016, e por isso foi preciso começar do zero. “Gerar trabalho e renda a partir dos nossos atrativos culturais e naturais ainda é uma coisa muito nova”, ela conta.

Mas foi percebendo esse potencial do distrito, devido às suas belezas naturais e à receptividade de seus moradores, que mais e mais pessoas foram se mobilizando em torno da mesma causa. Seguindo esse objetivo, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) atendeu à demanda da comunidade e participou com um projeto que investia na qualificação dos empreendedores e no turismo sustentável. Tarcísio Fagundes, um dos responsáveis, informa que o objetivo era “respeitar e valorizar as belezas naturais e a cultura local. O foco foram os empreendedores de produtos artesanais, bares, restaurantes e hospedagens”. Dessa maneira, foi possível ter uma loja de artesanato, pontos de informação turística pela cidade e um roteiro de locais para visitar.

O mais recente projeto é o “Minha casa, sua casa”, iniciado em 2021, que buscou qualificar os moradores que optaram por trabalhar com hospedagem na comunidade. Izabel Rodrigues, coordenadora desse projeto, explica que a iniciativa funcionou totalmente on-line e contou com a participação de pessoas que já trabalhavam na área. “Nós promovemos essa interação e foi uma troca muito bacana.” Durante as atividades, os moradores aprenderam a usar aplicativos de hospedagem como o Airbnb, criaram um site de divulgação de Conceição do Formoso (conceicaodoformoso.com.br) e receberam dicas de como decorar suas casas para receber os turistas, utilizando recursos da própria comunidade.

Destinos imperdíveis

Para Gicele Brittes, não faltam opções de lazer em Formoso. O rio homônimo, que envolve toda a cidade, é um dos atrativos que chamam mais a atenção justamente por ser balneável e limpo. Em sua volta, há várias opções de cachoeiras, como por exemplo a Cachoeira Maria Correia, Cachoeira do Ti Bem e a Cachoeira da Fumaça. Todas essas são de fácil acesso, com trilhas que precisam ser feitas a pé por apenas 2km ou que podem ser feitas totalmente de carro, o que faz com que sejam ideais para famílias e pessoas com mobilidade reduzida.

O conteúdo continua após o anúncio
Conceição do Formoso
(foto: Márcio Lucinda/Divulgação)

Gicelle também relata que Conceição do Formoso, por ficar entre morros, “tem uma geografia muito propícia para quem gosta de praticar esportes de aventura”. Então, para quem deseja uma viagem com esses atrativos, também é possível encontrar por lá opções nessa linha. Além disso, para os aventureiros, ela indica cachoeiras como a do Bom Destino, que inclusive deve ser feita com guia, devido à sua dificuldade.

Ela ainda destaca como um dos principais atrativos da cidade a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, que é de 1900. “A igreja encanta pela arquitetura, pela singeleza de detalhes. É totalmente clara, bem típica de Minas Gerais, e fica em um lugar imponente, rodeada de grama e de verde.” Gicelle diz que a comunidade local costuma se reunir em volta da igreja para ler, fazer piqueniques e levar as crianças para brincar. Para ela, no entanto, o maior atrativo da cidade são os próprios moradores de Formoso, “um povo que é acolhedor, que tem essa característica do mineiro muito viva ainda. Todos gostam de conversar, ouvir e contar histórias”.

Culinária local

São várias opções de pratos e de iguarias mineiras que Conceição do Formoso oferece. A cidade é conhecida por sua produção de queijos, rapadura, linguiça artesanal e biscoitos finos. Um dos pratos típicos mais interessantes da cidade é o chamado “papo suado”. Para quem não é de lá, fica até difícil de entender do que se trata: uma iguaria feita com fubá e gordura de porco, que pode ser servida com diversos tipos de acompanhamento, desde açúcar e canela até torresmo e feijão.

Gicele conta que esse prato era muito consumido na região antigamente, quase desapareceu nos anos 1990, sendo substituído pelo pão, e foi recuperado com o fomento ao turismo. “Hoje estamos tentando trazê-lo de volta, aproveitando as novas tendências. Fazemos, por exemplo, com bacon e cheiro verde”, ela explica.

Próximos passos

Conceição do Formoso ainda vai passar por muitas mudanças e projetos que continuam focando no turismo, aproveitando, ainda, a retomada do setor no atual estágio da pandemia. Tarcísio Fagundes destaca que um dos próximos projetos é levar a educação empreendedora para as escolas. “Nós queremos fazer as pessoas da cidade enxergarem o potencial de renda que temos aqui”, ele diz.

Já Izabel revela que a cidade irá contar, no ano que vem, com uma Feira Literária e com outros atrativos especiais que vão ser divulgados ao longo do ano. “Ainda tem muita coisa para ser feita, mas hoje temos o necessário para receber as pessoas nesse lugar tão bonito e aconchegante”, conclui.

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia