Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Não vote como torce


Por Bruno Kaehler

25/11/2020 às 07h00- Atualizada 25/11/2020 às 19h37

“Se a pessoa acompanhasse e cobrasse o Governo como faz com seu time, o Brasil seria diferente.” Apesar do preconceito incluso muitas vezes ao proferirem esta frase que tanto ouço daqueles que não suportam futebol ou outro esporte que seja, há, naturalmente, uma crítica importante e verdadeira à população em geral, na qual me incluo.

Apesar de seguir o noticiário e as propostas dos candidatos à Prefeitura de Juiz de Fora, e, claro, também em âmbito nacional, tenho ciência de que cobro muito mais o mandatário do meu clube de coração pela paixão inexplicável que o esporte me traz.

E olha que, na política, sequer precisamos pagar ingresso para xingar o técnico, o camisa 10 ou a arbitragem. Tudo acontece – ou nunca ocorre – em nossa rua, nosso bairro, comunidade. Diante dos nossos olhos ou de pessoas ao nosso redor. Mas tampouco precisamos ser sócios para participar do movimento democrático da eleição. Basta você ir às urnas com a certeza de que sua participação importa não apenas para o seu presente e futuro, como o de seus familiares, vizinhos etc. E como a ausência de amor ao próximo tem sido gritante, sobretudo em 2020.

O conteúdo continua após o anúncio

Mas hoje preciso deixar de falar das equipes que tanto acompanhamos para, humildemente, fazer este apelo, que sequer deveria ser necessário, afinal vivemos em um mundo em que ainda se discute a importância da igualdade, do conhecimento, do esporte, do antirracismo.

E olha que no clube de futebol, em 99% dos casos, a eleição não interfere em nada na sua vida. Coisas do inexplicável esporte, apaixonante como só ele.

Mas, amigo leitor, este é o momento, se ainda não o fez no primeiro turno, de pegar seu celular ou computador e conferir as propostas. Ocupe uma hora do seu tempo. Talvez menos. Veja o histórico dos candidatos, o que mais te agrada – ou menos desagrada. A informação e o conhecimento são suas melhores armas.

Não vote como torce. Use a razão. O estudo. E, depois deste domingo, cobre como corneta da arquibancada ou da frente da televisão. Mas não deixe de participar dessa decisão de Copa do Mundo.

Tópicos: blogs e colunas

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia