Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Mineiros entram no páreo para a disputa presidencial

Por Paulo Cesar Magella

14/06/2021 às 19h05 - Atualizada 14/06/2021 às 19h05

Enquanto no Partido Novo a discussão em torno de um candidato à presidência da República volta a passar por Minas, com o governador Romeu Zema, retornando à ordem do dia, após o empresário João Amoêdo ter desistido da disputa, no Democratas outro mineiro é visto como uma alternativa à polarização entre direta e esquerda, representadas pelos pré-candidatos Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva. O senador Rodrigo Pacheco tem transitado com grande desenvoltura pelo eixo Rio/São Paulo. No fim de semana conversou com os ex-presidentes Fernando Henrique (PSDB) e Michel Temer (MDB), acompanhado do presidente do PSD, Gilberto Kassab, e causou boa impressão. Depois pegou a ponte aérea e foi conversar com o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

O conteúdo continua após o anúncio

Novo tem deputado como alternativa a Zema

Tanto Zema quanto Pacheco ainda dependem dos desdobramentos políticos. O governador, ora empenhado em sua reeleição, pode ser a aposta do Novo após Amoêdo ter desistido diante de dificuldades com a bancada federal. Mas há outra alternativa mineira: os parlamentares querem indicar o deputado Tiago Mitraud como sua principal opção. Já o presidente do Senado depende da movimentação ao Centro. Embora tenha conversado com o ex-presidente Fernando Henrique, os tucanos terão candidato próprio, a ser definido na prévia marcada para 17 de outubro.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia