Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Às turras

Por Renato Salles

05/11/2021 às 07h00 - Atualizada 04/11/2021 às 20h15

Com uma passagem muito marcante como treinador do Athletico Paranaense, entre 2018 e 2019, Tiago Nunes ainda busca o reencontro com a glória. Pelo Furacão, conquistou quatro títulos. Destaques para a Copa do Brasil e a Copa Sul-americana. O mesmo sucesso não se repetiu em trabalhos de pouco brilho por Corinthians e Grêmio. Agora, técnico do Ceará, Nunes sonha em voltar a ocupar as manchetes por boas apresentações e boas campanhas.

Até aqui, conquistou um lugar de destaque no noticiário por uma frase que não deve ser bem interpretada por muitos. “Se a gente for 10º esse ano, já entro para a história do clube”, disse o treinador, nesta quinta-feira. Após dois meses de trabalho à frente do Vozão, Tiago Nunes conquistou duas vitórias, seis empates e três derrotas, e, até o momento, deixa a equipe cearense na 13ª colocação do Campeonato Brasileiro.

Mas, por qual razão a frase de Tiago Nunes, apesar de verdadeira, poderá ter dificuldade de entendimento entre os apaixonados pelo futebol brasileiro. Vamos por partes. Primeiro, vou explicar porque a fala do técnico do Ceará é, assim, tão verdadeira. É simples, em toda a sua história, a melhor colocação do Vozão em um Campeonato Brasileiro foi a 11ª posição. Assim, o 10º lugar será inédito e histórico.

O conteúdo continua após o anúncio

Explicado o óbvio, mais simples ainda é constatar a dificuldade de assimilação da declaração do treinador por parte de boa parte dos brasileiros. O fato é que nosso torcedor, definitivamente, não é capaz de entender que o torneio é disputado por 20 times e que, nem sempre – ou quase nunca, em alguns casos – o seu clube de coração será o grande campeão. E que, sim, uma boa colocação na tabela final de classificação é algo meritório.

Por exemplo, a meta traçada por Tiago Nunes, se alcançada, deveria ser comemorada pelos torcedores do Ceará pelo ineditismo e por uma consequente vaga na Copa Sul-Americana. Porém, principalmente pela boa campanha que o rival Fortaleza faz na competição, a conquista provavelmente terá sabor de derrota para a torcida rival.

Talvez, essa incapacidade de analisar que o futebol e os campeonatos vão além do campeão justifique tantas reclamações e desculpas, até mesmo das torcidas de times que estão na briga por títulos importantes na temporada. O atleticano e os flamenguistas de um grupo de WhatsApp de amigos da imprensa estão aí para não me deixar mentir. Não são só eles. Basicamente, todos os torcedores brasileiros não aceitam outra coisa que não o título e vivem às turras com o próprio time.

Renato Salles

Renato Salles

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia