Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Vamos falar de estrias?

Por Saliza Serodio

16/12/2020 às 16h30 - Atualizada 16/12/2020 às 16h30

As estrias podem atingir qualquer um, jovens e adultos, homens e mulheres. As cicatrizes formadas pela destruição das fibras de sustentação e elasticidade da pele recebem o nome de estrias e são classificadas em vermelhas e brancas de acordo com o tempo do estiramento das fibras.

VERMELHAS:

São mais recentes e possuem essa cor por ainda existir circulação sanguínea no local, com o intuito de recuperar o dano. Depois de um tempo a vascularização vai diminuindo e as estrias mudam de cor.

BRANCAS:

São estrias mais antigas e que não apresentam mais reação inflamatória, dessa forma a irrigação sanguínea está baixa e, por isso, ficam dessa cor.

 

A boa notícia é que agora há diversas soluções para tratar as inconvenientes estrias:

1 – Peeling químico:

Utiliza-se ácidos específicos para aumentar a produção de colágeno, estimulando a renovação da fibra rompida.

2 – Dermoabrasão:

Refere-se a uma esfoliação mais profunda da pele, promovendo a regeneração da pele, ficando mais lisa e uniforme. Uma técnica bem conhecida é o peeling de diamante.

O conteúdo continua após o anúncio

3 – Intradermoterapia:

Muito utilizada nas estrias mais profundas, consiste em aplicação de substâncias que vão aumentar a produção de colágeno nos locais onde as fibras foram danificadas. Um exemplo é a carboxiterapia, injeção de gás carbônico sob a pele.

4 – Microagulhamento:

Microagulhas são passadas superficialmente sobre a pele promovendo uma inflamação local controlada com o intuito de estimular novas fibras de colágeno e elastina. Além disso pode-se associar com ativos cosméticos.

 

Independente do procedimento escolhido por você, busque profissionais capacitados e que atendam de maneira individualizada para entregar o melhor e o que você precisa.

 

Gostou das dicas? Aproveite o verão sem se incomodar com as marquinhas, que não são do biquini.

Saliza Serodio

Saliza Serodio

Saliza Serodio, 30 anos, formada e atuante na área da estética e imagem pessoal no mercado de Juiz de Fora há quase 10 anos. Proprietária da clínica Corpo S/A, busca desenvolver um trabalho que auxilie no desenvolvimento de melhorias na saúde e bem estar, entendo que esses pontos impactam diretamente na qualidade de vida das pessoas.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia