Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Mulher: 9 dicas para chegar aos 60 anos com saúde

Por Alice Amaral

28/04/2021 às 15h43 - Atualizada 28/04/2021 às 15h49

Segundo o IBGE, a expectativa de vida da mulher é de 79, 4 anos. Isso mostra a necessidade de se cuidar para garantir a qualidade de vida nos muitos anos a serem vividos após os 60.

Nós temos duas opções na vida: morrer jovem ou envelhecer. Como ninguém quer a primeira, a velhice tem que ser encarada de forma positiva. Após os 60 anos, já somos classificadas como idosas. O nosso código genético está preparado para viver 120 anos, mas o mais importante não é o quanto vamos viver, mas como vamos viver. Precisamos viver com plenitude e consciência dos nossos atos. Para que isso aconteça é preciso seguir algumas dicas:

1 – Abandonar os maus hábitos, como cigarro, excesso de álcool e o sedentarismo;

2 – Praticar atividade física, a fim de prevenir a perda de massa muscular, óssea e o declínio funcional. Além disso, a atividade física melhora a circulação, previne doenças cardíacas, fortalece o sistema imunológico, ajuda no controle da glicose e no peso corporal. Outro fator importante é que ela estimula a produção da endorfina, promovendo um bem-estar físico e mental, diminuindo o stress, ansiedade, depressão e aumentando a disposição;

3 – Manter uma vida social ativa. O convívio social contribui para o bem-estar e evita que a pessoa se sinta sozinha e deprimida;

4 – Fazer exames periódicos. Qualquer patologia é mais fácil de ser tratada se ela for diagnosticada precocemente. Portanto, exames de sangue como glicose, colesterol, hormônios tireoidianos, de vitamina D, e marcadores tumorais; colonoscopia, densitometria óssea e teste ergométrico, são importantíssimos. Também é indicado avaliar como estão o fígado e os rins. Não podemos deixar de citar, os exames oftalmológicos (para avaliar catarata e glaucoma) e os ginecológicos (como papanicolau, ultrassonografia de mama e transvaginal).

5 – Manter a vida sexual ativa é de vital importância para a saúde física e mental das mulheres. Aquelas não têm relação sexual apresentam atrofia e secura vaginal mais pronunciada do que as mulheres ativas sexualmente;

6 -Dormir bem. O sono fortalece o nosso sistema imunológico e repõe as energias. Dormir mal acelera o envelhecimento, além de causar fadiga, diminuição da memória e obesidade;

O conteúdo continua após o anúncio

7 – Manter-se ativa mentalmente. O cérebro precisa se exercitar. Então, a dica é ler um livro, aprender um novo idioma, fazer palavras cruzadas, xadrez, enfim, colocar o cérebro para funcionar;

8 – Usar suplementos para repor os nutrientes adequados para garantir o bom funcionamento do organismo. Fazer uso de aminoácidos, vitaminas e minerais ajuda a diminuir a perda muscular, o risco de lesões nos ossos, nos músculos, melhora a memória, além de aumentar a disposição e imunidade;

9 – Alimentação saudável e equilibrada, com fontes de proteínas, gorduras boas, fibras vegetais e frutas. O selênio é um poderoso antioxidante que ajuda na prevenção do envelhecimento. Ele é encontrando na Castanha do Brasil, gema de ovo, semente de girassol e frango. Também devemos consumir:

Alimentos ricos em Ômega 3 (atum e sardinha), azeite de oliva extra virgem, castanhas, sementes, chia, linhaça, probióticos (kefir, chucrute, kombucha, vinagre de maçã e biomassa de banana verde)

Alimentos ricos em vitamina C (acerola, laranja e morango)

Betacaroteno (damasco, cenoura e mamão)

Vitamina E (semente de abóbora e repolho)

Proteínas, importantes para manter a massa muscular (carnes, ovos, tofu, quinoa e grão de bico)

Água, o alimento mais importante que existe, diminui a pressão, ajuda a diminuir a flacidez, regula o intestino e retarda o envelhecimento. É sempre bom frisar que a pessoa idosa é desidratada naturalmente, por isso, é tão fundamental o seu consumo.

Obs
Evitar açúcar, refrigerante, sucos industrializados, álcool, carnes processadas, salsicha, bacon, linguiça, frituras e as margarinas.

Alice Amaral

Alice Amaral

Médica - Título de Especialista em Nutrologia – RQE 9884 - Título de Especialista em Medicina do Esporte – RQE 9895 - Título de Medicina Física e Reabilitação - RQE 44090

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia