Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Vidro: a transparência em sua atuação

Material tem ganhado cada vez mais espaço na arquitetura de interiores, podendo ser utilizado em diversas aplicações

Por Aletheia Westermann

18/07/2021 às 07h00 - Atualizada 16/07/2021 às 18h00

A tecnologia utilizada nos vidros evoluiu para fornecer soluções específicas e eficazes para cada projeto arquitetônico. Há tantas opções disponíveis que é necessário estudar as propriedades dos diferentes produtos, bem como as condições particulares que influenciarão os ambientes que estamos projetando. O vidro é um material que tem ganhado cada vez mais espaço na arquitetura de interiores, podendo ser utilizado em diversas aplicações, como portas e divisórias, revestimentos de pisos e coberturas, em paredes, além de muitas outras opções.

sala-11-copiar sala-01-copiar área-externa-jules-01-copiar
<
>

Translúcido ou não
O emprego de vidro nas janelas garante a transmissão de luz natural para o ambiente interno. No entanto, é possível criar combinações inusitadas com vidros decorativos quando o objetivo é regular o nível de transparência. Pelo uso de uma inovadora tecnologia, os vidros podem ser totalmente personalizados através de cores, imagens ou desenhos, criando um ambiente único, bonito e funcional. A impressão digital em vidro apresenta alta definição e elevado grau de resistência. Mesmo quando exposta à água e à ação do tempo, não perde a cor e mantém-se como nova por várias décadas. Com esta técnica, o vidro pode ser perfeitamente integrado aos projetos de banheiros, cozinhas e áreas gourmet, podendo simular qualquer material, incluindo madeira, metal, cerâmica, pedra ou azulejo, para criar a estética completa desejada.

Revestimentos
O vidro é um material bastante funcional e flexível quando o objetivo é revestir paredes, móveis e armários em qualquer ambiente da casa. Isso porque, além de resistente, é de fácil limpeza e manutenção, se adequando até em locais como a cozinha, que concentra grande quantidade de gordura. Atualmente, vem sendo utilizado inclusive em piscinas, criando a sensação de aquário e bordas infinitas.

Portas e divisórias
Quando se fala em espaços comerciais, as aplicações variam conforme o intuito do projeto. A utilização de portas e divisórias de vidro permite maior permeabilidade visual e entrada de iluminação solar entre os diferentes espaços dos escritórios. Porém, é importante pensar em possibilidades de se manter a privacidade quando necessário, seja por meio de persianas ou cortinas de tecido. E uma vez insatisfeito com tamanha exposição, é possível aplicar serigrafia ou adesivar o vidro com películas que permitem maior conforto térmico e privacidade.

Segurança
Existem várias opções de vidros, desde um tipo laminado, com película que impede a propagação de estilhaços quando quebrado (ideais para serem instalados no box), até blindados com diferentes níveis de resistência balística (ideais para fachadas, por exemplo).

O conteúdo continua após o anúncio

Guarda-corpo
Além da função de prevenir quedas e acidentes, o guarda-corpo de vidro pode criar um efeito decorativo na arquitetura e na construção, em ambientes como varandas, mezaninos, escadas e corredores. Ele pode dar a sensação de flutuar nos degraus da escada ou mesmo de inexistência, garantindo que o conceito arquitetônico escolhido não sofra qualquer tipo de interferência.

Pisos
O uso de vidro em pisos e degraus imprime um efeito estético impactante, sobretudo quando a aplicação permite visualizar vistas ou texturas. No entanto, pode ser constrangedor para pessoas que usam saia. Por isso, em alguns locais, deve ser evitado.

Coberturas
Quando utilizado em coberturas, o vidro permite a entrada de luz natural e calor, evita o consumo excessivo de energia e proporciona um efeito estético marcante. Porém, pode aquecer demais o ambiente, necessitando de instalação de alguma tecnologia que amenize a sensação térmica.

Tipos de vidro
Os tipos de vidro mais comuns na construção civil são os temperados e os laminados. Ambos são considerados vidros de segurança, com qualidades parecidas. Além deles, há também os laminados temperados e os insulados, que funcionam como uma parede acústica, isolando ruídos e proporcionando conforto térmico.

Espessura
Utilizar um vidro com espessura incorreta, além de interferir na experiência do uso adequado do produto, pode custar caro para o cliente. Com muitas possibilidades de uso na arquitetura, o vidro é um elemento que proporciona beleza, economia e segurança para qualquer projeto de ambiente. Sua versatilidade é também caracterizada pelo aspecto sustentável.

Aletheia Westermann

Aletheia Westermann

Arquiteta e urbanista formou na UFJF EM 2001. Desde então é Arquiteta diretora do escritório Alethéia Westermann Arquitetos. Entre vários trabalhos importantes trabalhou na restauração do Cine Theatro Central em JF, tem projetos desenvolvidos tanto em São Paulo e Rio de Janeiro como no exterior: Em Londres, UK e nos Estados Unidos, nos estados da Florida e Connecticut . É colunista da rádio CBN/JF no programa Morar Bem Arquitetura e Interiores, além de escrever semanalmente para o Jornal Tribuna de Minas no caderno Casa e Cia.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia