Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Lar doce lar e bem-estar

Pandemia leva a novas abordagens dos ambientes domésticos

Por Aletheia Westermann

10/10/2021 às 07h00 - Atualizada 08/10/2021 às 19h41

Desde que começamos a passar mais tempo dentro de casa, por conta da pandemia, as necessidades em termos de saúde mental e física se modificaram. Passamos a observar mais detalhadamente nosso ritmo de vida, o impacto da tecnologia e nosso dia a dia.
Neste cenário, o olhar do arquiteto também se apurou e se voltou para criar espaços seguros, funcionais e confortáveis, proporcionando novas funções para os ambientes. Valorizar a luz natural e a ventilação dos ambientes passaram a ser itens obrigatórios nos projetos, além do uso de materiais de fácil limpeza e que não acumulam sujeira.

Multiplicar funções

Além disso, os cômodos da casa como quartos, sala e cozinha muitas vezes passaram a abrigar outras atividades, como home office, sala de aula ou local de diversão. Trabalhar remotamente pode ser feito em diferentes ambientes como varandas, por exemplo.
No entanto, é preciso buscar soluções para criar privacidade, com bom sinal de internet e boa iluminação. Por isso, biombos, divisórias, cortinas e painéis podem ser boas soluções, além de uma cadeira confortável e ergonômica. Para as conferências virtuais, é importante pensar em um cenário atrativo, como uma estante de livros, flores ou folhagens, quadros e objetos que tenham a ver com a atividade do palestrante.

O conteúdo continua após o anúncio

Refúgio de lazer

A casa também pode ser um refúgio de lazer. Imóveis com varanda, espaço para cozinha gourmet e até uma brinquedoteca são ainda mais valorizados, além da integração com a natureza. Um local para um jardim (que pode ser vertical) e uma horta para temperos trazem sempre uma sensação de bem-estar para os moradores. Esses locais são ideais para uma rede, lareira artificial e quem sabe um pequeno pergolado.
Materiais que são mais confortáveis ganham destaque, como algodão, linho e mantas. Tecido e tramas nos remetem ao aconchego e deixam a casa mais acolhedora, além dos souvernirs trazidos daquelas viagens que todos nós estamos doidos para voltar a fazer.

Aletheia Westermann

Aletheia Westermann

Arquiteta e urbanista formou na UFJF EM 2001. Desde então é Arquiteta diretora do escritório Alethéia Westermann Arquitetos. Entre vários trabalhos importantes trabalhou na restauração do Cine Theatro Central em JF, tem projetos desenvolvidos tanto em São Paulo e Rio de Janeiro como no exterior: Em Londres, UK e nos Estados Unidos, nos estados da Florida e Connecticut . É colunista da rádio CBN/JF no programa Morar Bem Arquitetura e Interiores, além de escrever semanalmente para o Jornal Tribuna de Minas no caderno Casa e Cia.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia