Tópicos em alta: outubro rosa / top of mind 2019 / sarampo / CPI dos ônibus / polícia

Um novo olhar sobre a moda e seus bastidores

Por Camila Villas

22/09/2019 às 06h55 - Atualizada 20/09/2019 às 16h36


A moda carrega consigo inúmeros recursos, seja de estudos ou execução. Porém pouco se fala da alma que se extrai desse nicho. E há muitas marcas e pessoas dispostas a causar menos danos e gerar mais alegria.

A cada dia venho buscando mais leveza em meus estudos e valorização. Fazendo do processo um caminho que sustenta não só a natureza mas também deixando um legado de união e amor.

Há mais ou menos um ano atrás, conheci uma empreendedora chamada Erika através de um amigo. Erika trazia com ela todos os sonhos e ideais longe de tudo que era comum. E isso sempre me encantou. Ela está à frente da Parece Que Não Reza, uma marca idealizada como um negócio de impacto e ação social. Ela nasceu para impactar vidas, todo o processo é pensado de maneira para ser o mais sustentável possível. Da linha de produção às embalagens. Pioneira em uma nova cultura de doação no Brasil, para cada peça vendida uma parte do lucro é doada para uma instituição social.

O conteúdo continua após o anúncio

A marca se preocupada com cada detalhe do processo de produção. Mas a maioria das marcas já não anda levantando essa bandeira? Sim! Mas essa especificamente é pioneira na missão da inexistência de produtos tóxicos para a pele humana em tecidos, permitindo processos de tinta e estampa com reuso de água. Será esse o sonho próximo possível que nos move na esperança de dias melhores? De uma nova energia de trabalho, com ideias felizes e de valorização da mulher em ação?!

Cada vez mais buscamos uma vida desacelerada. Com roupas que se multipliquem a cada saída do guarda-roupa. Mas também nos preocupamos com o depois… e depois que a gente usa e abusa do processo? O que mais me encantou ao ilustrar nossa matéria com a Parece Que Não Reza é que 100% do resíduo têxtil gerado na produção são reaproveitados por uma empresa parceira, chamada Borbolet.art, que recheia os corpinhos de suas bonecas com os tecidos que “sobram” da produção das camisetas atemporais e cheias de histórias. E assim vamos construindo a alma da moda…





Ficha técnica:
Fotos: Acervo Parece Que Não Reza
Looks: Parece Que Não Reza

Camila Villas

Camila Villas

Consultora e Produtora de Moda Pós-graduada em Mercado de Moda Membro do Conselho Jovem da Associação Comercial de Juiz de Fora Colunista da Revista Bonna Colunista na Revista Revir negócios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia