Tópicos em alta: cartas a jf / onça-pintada / dengue / polícia

A nova geração das botas

Por Camila Villas

22/04/2018 às 23h09 - Atualizada 22/04/2018 às 23h09

Num passado não muito distante conseguíamos dividir as botas em 4 categorias: com ou sem salto, preto ou marrom.
Até que a febre fashionista contaminou também os calçados de inverno. Deixando assim as botas com informação de moda e toques diferentes.
As botas tem ganhado versões que variam o cano em curto, médio, longo e over the knee – a cima do joelho.
As cores ganharam uma cartela vasta.
Deixando o branco e o vermelho no topo, sendo seguidos por variações em cinza e marsala.
As botas que antes eram apenas em couro e camurça ganharam versões em verniz, mentalizado e malha. E a malha chegou com o modelo socks boots – se assemelhando a meias.
Os saltos antes finos foram substituídos por saltos blocados e muitas vezes tratorados. Isso faz com que a moda seja o mais democrática possível.
As botas ainda ganham detalhes com aplicações, tachas, spikes, fivelas, tiras e até faixas esportivas. As faixas esportivas que antes eram exclusivas em calças e jaquetas ganham versão fashion também nos calçados, dando ar esportivo a um bota extremamente chique, por exemplo.
– Como usar?
A primeira dúvida é quanto ao cano.
Se o cano da bota for curto você pode combina-lá com calças com a barra mais curta, como a clochard (modelo com amarração na cintura, modelagem reta e barra na altura do tornozelo), se não quiser investir em uma, basta dobrar a barra do seu jeans.
Os modelos com cano extra longo ou over the knee combinam com shorts e saias mais curtos e acima do joelho, leggings e calças bem justas no modelo skinny, que podem ser em jeans ou malha preta também serão ótimos aliados.
O cano médio pode ser usado com a polêmica saia midi, criando um contraponto de comprimentos. Muito cuidado para não causar um visual muito volumoso.
O truque para afinar ou alongar fica por conta de usarmos as botas com calças mais justas e certas ao corpo!
Vale se jogar em combinações diferentes e arriscar mix de texturas e até mesmo de cores e estampas! Vale arriscar uma bota em animal print com uma calça vermelha e uma blusa listrada, por exemplo.
Uma outra aposta forte para o inverno são as meias soquetes nas versões fofas de tule transparente com texturas como listras e poás. Quem vai se arriscar?

O conteúdo continua após o anúncio

 

Ficha técnica:
Produtos: Santa Lolla
Produção: Tá na moda
Fotos: Tá na moda

Camila Villas

Camila Villas

Consultora e Produtora de Moda Pós-graduada em Mercado de Moda Membro do Conselho Jovem da Associação Comercial de Juiz de Fora Colunista da Revista Bonna Colunista na Revista Revir negócios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia