Tópicos em alta: delivery jf / eleições 2020 / coronavírus / greve / polícia

Tradicional ou contemporânea?

Na dúvida entre uma e outra receita de coxinha, aproveite as duas!

Por Airton Soares

15/07/2020 às 19h19 - Atualizada 16/07/2020 às 09h57

Dizem que a receita é francesa, que foi adaptada em Portugal e que chegou ao Brasil junto com a Coroa. A verdade é que a gente adora o quitute e aqui ela reina na estufas de lanchonetes, bares e botequins. Coxinha é um salgado que quase todo mundo gosta e que foi criada com recheio de frango e formato que remete a coxa do galináceo. Nem por isso ela deixou de ser reinventada com as mais variadas opções de recheio e massa. Aqui vão minhas dicas de versões queridíssimas pelos juiz-foranos. Há outras opções tão famosas quanto essas, aqui mesmo na cidade, e quem sabe você não participa dessa história deixando nos comentários suas dicas e preferências?

 

Fábrica de Doces Brasil

Para quem não conhece, falar de salgados produzidos por uma fábrica de doces pode soar meio esquisito, mas essa impressão logo acaba depois da primeira mordida nesse vultoso salgado, que pode ser degustado nos balcões ou mesinhas dessa clássica empresa juizforana. Com 75 anos de história, a experiência e tradição das receitas seguem firmes e guardadas com muito cuidado pelas gerações que se sucedem ali. Só pra você ter uma dimensão disso, saiba que as coxinhas são preparadas uma a uma artesanalmente, por funcionárias dedicadas exclusivamente a sua produção, como a Joana, que está beirando os 40 anos como funcionaria do lugar. Parabéns pra Joana e sorte nossa termos ela por lá! Por aqui, nada de invenção: a coxinha leva frango desfiado com tempero suave e massa envolvendo o recheio generoso. Se você, como eu, for um “pontista” – o tipo de pessoa que come a coxinha sempre começando pela pontinha – vai achar recheio logo na primeira mordida. Se optar pela versão que também recebe Catupiry no seu conteúdo (existe a opção com e sem o famoso queijo) ao chegar à parte arredondada do salgado vai ser contemplado ainda com um substancioso recheio cremoso. É satisfação do início ao fim.

Whatsapp: 98851-5596

Site: www.fabricadedocesbrasil (peça on-line)

Insta: @docesbrasil

O conteúdo continua após o anúncio

 

Bar Du Buneco

A criação deste já queridíssimo petisco do bar se deu em 2018, numa competição inserida no Concurso Comida di Buteco, denominada “Desafio Dona Benta”. Naquela época, o Bar du Buneco criou sua coxinha, e passou a oferecer o petisco em porções de seis unidades.  Foi um sucesso! Desde então permanece no cardápio sendo um dos pratos mais requisitados na casa. Por lá, esse tradicional salgado é frito na hora e por isso está sempre muito quentinho. A coxinha tem uma massa saborosa, com casquinha crocante, mas não é daquelas “massudas”. Já no recheio, há uma inusitada combinação que deu super certo: bacon frito em cubinhos acompanhado de  cebola finamente fatiada e caramelizada, o que confere a ela um toque levemente adocicado que casou perfeitamente com o bacon. Por fim, queijo catupiry pra garantir aquela cremosidade que a gente adora! Tudo combina muito bem e está disposto ali na medida certa, sem exageros. Um petisco campeão! Raramente esse prato chega à mesa e sobra alguma unidade para levar pra casa. Os clientes comem tudo e repetem e, como eu mesmo faço, voltam lá outras vezes já pensando nela como próximo pedido ao garçon. Mas como, por enquanto, o bar está funcionando no sistema de delivery e take away, a dica é pedir em casa ou passar lá só pra retirar a coxinha pra se deliciar em casa. Bora pedir uma (ou melhor: seis) coxinhas do Buneco? Então vamos juntos!

Tel: 3237-9153

Whatsapp: 98812-9316

Insta: @bardubuneco

Apps: Ifood, Rappi e Robin Food

Butecos de JF

Butecos de JF

Airton Soares é gestor público por formação acadêmica mas, por opção e gosto, é conhecido como apreciador da cozinha de raiz, com experiência comprovada e acumulada na cintura. Já foi jurado do Comida di Buteco, é colunista do Tribuna de Minas, tem programas nas rádios CBN e Mix FM e é dono da fanpage @butecosdejf, onde conta com mais de 90 mil seguidores que acompanham as dicas e comentários sobre comidas, bebidas e bares desse rotundo entusiasta da culinária simples e saborosa, segundo ele, a mais gostosa de todas!

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia