Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / na pele delas / chuva / polícia / bolsonaro / eleições 2020

Casa de praia, um refúgio para chamar de seu

Aconchego e conforto em um espaço pensado para viver e ser feliz

Por Luiz Henrique Duarte

23/02/2020 às 06h58 - Atualizada 20/02/2020 às 21h05

Pense na casa de praia dos seus sonhos, onde você possa ficar de corpo e alma, com uma sensação de sossego e tranquilidade “no tamanho da paz “, como cantou Elis Regina, em uma música. As moradias litorâneas são lugares especiais e, quando utilizadas em períodos de férias, deverão apresentar um projeto de interior mais elaborado para facilitar as escolhas dos revestimentos e mobiliário, assim como dos itens decorativos. Tudo precisa ser de fácil manutenção, remetendo ao conforto e à praticidade. Alguns pontos merecem atenção, como “a integração das áreas sociais, a presença de cores alegres e o equilíbrio entre a beleza e a funcionalidade na hora de decorar”, diz o arquiteto Sílvio Silva. A referência de uma decoração praiana está direcionada para o uso de móveis e peças rústicas, mas, na opinião do arquiteto, “quem ama design pode investir em itens que agregam uma boa dose de estilo ao espaço”.

lh1 lh2 lh3 lh5 lh7 lh8 lh9 lh12
<
>

Ambientes e cores

Em uma casa de veraneio, o momento é de ousar. “As cores entram para reforçar o clima de descontração”, explica. Os ambientes multifuncionais devem ser pensados para a interação das pessoas, com menos formalidade e somente o mobiliário necessário, garantindo um espaço amplo e fluido. Um móvel para deixar os objetos pessoais à vista, como óculos de sol e celular, poderá ser posicionado estrategicamente. A sala de estar é idealizada para ser o centro de encontros, rodas de boa conversa e entretenimento, sempre integrada às áreas de refeição. As cozinhas funcionais pertencem ao espaço social, e revestimentos convencionais podem ser substituídos. “Ao invés de pastilhas ou azulejos, prefira placas em vidro, que não têm rejunte e facilita a limpeza”, pontua.

Decoração com praticidade

“Nas casas da cidade, os quartos são utilizados para dormir e estudar, precisando de armários generosos. No litoral, os dormitórios podem ser inspirados em quartos de hotel, com poucos móveis para o conforto da estadia “, acrescenta Sílvio. Uma opção é garimpar peças artesanais com design diferenciado para compor e humanizar os ambientes. A iluminação é de extrema importância, a luz natural deverá ser aproveitada ao máximo. O ideal é optar por luminárias em alumínio, aço inox ou cerâmica, de embutir ou sobrepor, pois são resistentes à maresia e fáceis de limpar. O mesmo revestimento dos pisos frios pode ser utilizado em todos os cômodos para manter a unidade. O ar-condicionado ou ventiladores confere aos ambientes uma temperatura agradável para curtir o mar e seus encantos.

O conteúdo continua após o anúncio

Ficha técnica
Casa de praia: Paraty – RJ
Design e projeto de interiores: Sílvio Silva (arquiteto)
Fotos: Arquivo pessoal

Luiz Henrique Duarte

Luiz Henrique Duarte

Sou bacharel em direto, designer de interiores graduado, jornalista apaixonado por arte clássica e contemporânea, arquitetura e tudo relacionado à estética espacial dos ambientes e do bem viver.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia