Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / polícia / eleições 2020 / bolsonaro

Pátina, a arte e técnica de transformar

Móveis repaginados e com um brilho a mais voltam à cena

Por Luiz Henrique Duarte

22/03/2020 às 06h58 - Atualizada 22/03/2020 às 12h16

Aquele móvel antigo ou esquecido poderá voltar em cena, atraindo os olhares com o novo visual. A técnica é simples, trata-se de um processo artesanal que confere uma modificação na cor da peça ou objeto escolhido, seja em madeira ou metal, deixando com o aspecto mais envelhecido, sem a pretensão de restaurar. ” Repaginar é dar vida nova ao móvel, com uma cor e puxadores diferentes, e restaurar é preservar o móvel original como foi idealizado na época”, ensina a artista plástica Patrícia Malvacini, pioneira da técnica em Juiz de Fora. O visual apagado e sem brilho dos móveis antigos ou esquecidos precisa de um toque de beleza, os quais poderão ser introduzidos novamente na decoração com uma pátina adequada, seja com o efeito tradicional, em decapê, provençal ou satiné. Uma coisa é certa: os ambientes ficam bem mais charmosos.

Técnica fashion

” Um móvel antigo, pode ser repaginado quando apresenta utilidade, é um móvel de família e traz lembranças “, argumenta Patrícia. Os móveis mais deteriorados requerem um processo de recuperação antes da aplicação da pátina. A repaginação dos móveis também segue as tendências que ditam a moda, elegendo várias tonalidades, como a colour blue e suas variações. A pátina, combina com todos os estilos no décor: do boho ao contemporâneo, além do clássico, romântico e vintage. É acessível para todos os gostos. O branco é atemporal, neutro e está sempre em alta. ” Utilizo muito a pátina provençal, a mesclada e hoje as semilacas, que são pinturas com tintas automotivas resistentes, laváveis, de alta cobertura e propaga uma atmosfera moderna ao espaço “, explica a artista.

Repaginar

Os móveis quando são repaginados podem compor os espaços de forma criativa, sempre de acordo com o ambiente e a disposição do layout dos outros elementos do mobiliário. O mix do moderno com o antigo é uma forma de resgatar as histórias de família e deixar a decoração com mais personalidade. A ideia é sempre utilizar um único móvel antigo e repaginado no ambiente para ganhar destaque e valorização. O branco envelhecido é a cor preferida para a mega transformação.

O conteúdo continua após o anúncio


Ficha técnica:

Cenário e design: Patrícia Malvacini Studio
Fotos: Filipe Lima para Casa Arrumada
Produção: Lima Design e Luiz Henrique Duarte

Luiz Henrique Duarte

Luiz Henrique Duarte

Sou bacharel em direto, designer de interiores graduado, jornalista apaixonado por arte clássica e contemporânea, arquitetura e tudo relacionado à estética espacial dos ambientes e do bem viver.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia