Tópicos em alta: cerveja contaminada / carnaval / polícia / eleições 2020 / chuva / bolsonaro

Obras de arte: Conexão entre os cenários urbanos e o design

As lentes do fotógrafo Fernando Priamo registram moda, beleza e arquitetura

Por Luiz Henrique Duarte

17/11/2019 às 06h54 - Atualizada 12/11/2019 às 19h53

Em uma série que recebe o nome artístico de Urban Art, os cenários que contemplam arquitetura, moda e design são fotografados e transformados em obras de arte. A técnica é a valorização das rotações e sobreposições, através de um olhar inócuo ao tempo e ao espaço, que permite ao fotógrafo Fernando Priamo captar imagens de vários países. “A ideia de mergulhar na arte urbana surgiu em 2010 com uma viagem que fiz à Itália e fiquei inspirado com as cenas urbanas dos bondes e, nos museus, com um primeiro contato com os pintores renascentistas, porque eu entendia que a pintura renascentista, na época que foi feita, era uma pintura para o futuro, e as pessoas não conseguiam enxergar”, explica. A sensibilidade e a experiência permitem flagrar cenas que levam o espectador a se emocionar com a essência de cada lugar. A utilização de várias resoluções em acabamentos permite que as fotografias façam parte dos projetos decorativos contemporâneos, sejam residenciais, comerciais ou corporativos.

Urban Art

As fotografias interpretam o regionalismo de cada cidade ou local visitado, como os países europeus, captando a alma de cada destino. Apresentam um contexto de pesquisa e proporção histórica, enaltecendo os acontecimentos marcantes de qualquer época e fatos importantes da atualidade. As cenas do cotidiano falam por si, impulsionando os olhares admirados dos espectadores. A exuberância das cores é uma característica real, valorizando espaços urbanos, jardins, museus, patrimônios históricos, pessoas ou simplesmente ruas e avenidas. As fotos propagam um sentimento natural de felicidade e liberdade de expressão, rendendo às obras o selo de autenticidade.

Moda, design e arquitetura

Ao explorar e desvendar os mistérios do Marrocos, a inspiração do fotógrafo foi o ícone da moda mundial, o estilista Yves Saint Laurent, que lançou em 1966 uma de suas famosas coleções motivadas nas questões artísticas e culturais do país africano. As fotografias buscam revelar o amanhã, em uma intrépida conexão entre o presente e o futuro. “Eu queria criar algo para o futuro e que daqui a cem anos todas as minhas imagens ainda fossem atuais”, diz o artista e fotógrafo. O jornalista e doutor em Educação, Arte e História da Cultura, entre outros títulos, Oscar D’Ambrosio, define a obra de Fernando, escrevendo: “O dinamismo se instaura na maneira lúdica em que a realidade é transformada, como um grande desfile de moda, beleza, charme e luz peculiar “.

O conteúdo continua após o anúncio

Ficha técnica

Fotos Fernando Priamo (@fernandopriamo)
Série Urban Art
Galeria de Arte Marcelo Neves (@marcelonevesartgallery – SP)
Próxima exposição Spectrum Art Show (Miami, Fl – 4 a 8 Dezembro 2019 )

Luiz Henrique Duarte

Sou bacharel em direto, designer de interiores graduado, jornalista apaixonado por arte clássica e contemporânea, arquitetura e tudo relacionado à estética espacial dos ambientes e do bem viver.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia