Tópicos em alta: cerveja contaminada / carnaval / polícia / eleições 2020 / chuva / bolsonaro

O Veneno Está na Sua Mesa

Por Alice Amaral

12/11/2019 às 18h58 - Atualizada 12/11/2019 às 19h00

Os agrotóxicos foram criados na Segunda Guerra Mundial com o propósito de funcionarem como arma química. Depois do pós-guerra se tornaram produtos utilizados na agricultura para controlar insetos, doenças ou plantas daninhas que causam danos às plantações.

Uma vez que utilizados nos sistemas agrícolas, os agrotóxicos permanecem nos alimentos, mesmo depois de lavados. Portanto nós ingerimos grande parte dessas substâncias. Problemas neurológicos; Irritações na pele; Câncer e Dificuldades respiratórias, são apenas algumas doenças que a intoxicação por agrotóxicos pode gerar.

O consumo desses produtos cresceu 93% em todo o mundo, no Brasil o crescimento foi de impressionantes 190% nos últimos dez anos, segundo dados divulgados pela Anvisa. E a explicação está no interesse pelo lucro muito mais do que pela saúde. 

O Brasil consome 20% de todo agrotóxico comercializado mundialmente, com os novos agrotóxicos registrados este ano chega a 325 o total, o número mais alto já registrado pelo Governo Federal. 

O conteúdo continua após o anúncio

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), dos 63 novos produtos liberados para utilização no Brasil, 15 são classificados como “medianamente tóxicos”. Outros 7 são “altamente tóxicos” e mais 7 “extremamente tóxicos”.

Entre as novidades estão os princípios ativos fluopiram e o dinotefuram, ambos considerados extremamente tóxicos. Eles serão usados pela indústria, que poderá desenvolver produtos a partir dessas substâncias para o agricultor.  No caso do fluopiram, um inseticida, já foi liberado um registro de produto formulado, para utilização nas lavouras. 

O dinotefuram é utilizado no controle de insetos sugadores, como percevejos. Ele poderá ser aplicado em 16 atividades: arroz, aveia, batata, café, cana-de-açúcar, centeio, cevada, citros, feijão, milheto, milho, pastagem, soja, tomate, trigo e triticale. O pesticida não tem registro para uso agrícola na União Europeia (apenas doméstico) e está em reavaliação nos Estados Unidos, onde o primeiro registro consta de 1985. Para uso agrícola, o produto tem aval desde 2004.

Lembrando que a presença de agrotóxicos pode causar muitos males para a nossa saúde e que seu efeito cumulativo é consideravelmente danoso, podendo contribuir para o aparecimento de alguns tipos de cânceres. O tempo de permanência dos vegetais nas preparações de água com vinagre, água sanitária e bicarbonato de sódio é de 10 minutos.

Alice Amaral

Alice Amaral

Médica - Título de Especialista em Nutrologia – RQE 9884 - Título de Especialista em Medicina do Esporte – RQE 9895 - Título de Medicina Física e Reabilitação - RQE 44090

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia