Tópicos em alta: delivery jf / eleições 2020 / coronavírus / greve / polícia

Em casa, com o bem-estar do outono

Hora de adicionar cores e tapetes na decoração, para transformar até as salas mais frias em ambientes aconchegantes

Por Aletheia Westermann

10/05/2020 às 06h58 - Atualizada 08/05/2020 às 20h56

A casa virou uma grande aliada nesse momento em que tivemos que nos reconectar e nos adaptar dentro de nossas necessidades. E com o frio batendo à porta vem à vontade de se recolher em ambientes aconchegantes e acolhedores, principalmente quando o distanciamento social tem se mostrado a maneira mais eficaz de combater a pandemia.

 Que tal adequar a casa para recebê-lo com o melhor da decoração de outono? Não são necessárias grandes reformas. Adicionando cores, tapetes e outros itens bem pensados, é possível transformar até a sala mais fria num ambiente bem gostoso.

Mudar os acessórios é uma opção simples, prática e rápida. Como não é uma decoração definitiva, a dica vale para tudo que é fácil de ser substituído depois. Trocar a capa das almofadas por tecidos quentinhos faz a sala de estar e os quartos ganharem outra atmosfera. Além disso, as mantas em cima das poltronas e sofás e camas dão todo um charme na decoração, principalmente nos dias mais frescos, pois elas trazem uma sensação maior de aconchego e ficam lindas quando bem dispostas no espaço. Vale dar preferência para lã, veludos ou escolher tecidos flagelados.

 Vale também usar as peles falsas. Tendência nas decorações mais descoladas, elas continuam com bastante destaque. Podem aparecer jogadas despretensiosamente no sofá, na mesa ou até mesmo no chão, como um tapete, e deixa o local onde estiver muito mais convidativo, além de mais confortável.

Texturas aconchegantes são fundamentais para garantir a atmosfera invernal, como a lã e o veludo. O couro é outro material que aquece significativamente os ambientes. Quando usado em tons mais fechados e terrosos, como o marrom ou o caramelo, tem um efeito bastante acolhedor. E, claro, além de poder estar presente no sofá, faz bonito também em almofadas, poltronas, pufes e até detalhes menores.

Para que a decoração da casa não caia na monotonia, é interessante apostar nas estampas geométricas. Essas padronagens combinam com o estilo contemporâneo, como é o caso do chevron, do xadrez e do listrado. A iluminação também ajuda. Lâmpadas amareladas deixam os ambientes mais aconchegantes e aumentam a sensação de conforto térmico.

Com a chegada do outono, nada mais agradável do que ter por perto uma bela lareira. Seja de madeira, pedra, mármore. As opções são infinitas, desde as mais tradicionais a lenha, como as elétricas e as portáteis que vão fazer bonito, sem precisar que se mexa na estrutura da casa.  Graças à tecnologia, hoje as lareiras podem ser instaladas facilmente e sem grandes reformas em qualquer ambiente.

Nem só as cores escuras são capazes de aquecer um ambiente. Tons terrosos são uma ótima opção, pois são sempre neutros e sóbrios. O cobre é um elemento que continua forte e está em tecidos, revestimentos, papel de parede etc. Já as matizes de preto, branco e cinza, marrons, beges são cores marcadas pela sobriedade e podem ser usadas em qualquer espaço. O resultado é uma composição minimalista e chique.

E você, como está preparando a casa?

O conteúdo continua após o anúncio

Siga também nosso blog. www.tribunademinas.com.br/blog/aletheia-westermann

Aletheia Westermann

Aletheia Westermann

Arquiteta e urbanista formou na UFJF EM 2001. Desde então é Arquiteta diretora do escritório Alethéia Westermann Arquitetos. Entre vários trabalhos importantes trabalhou na restauração do Cine Theatro Central em JF, tem projetos desenvolvidos tanto em São Paulo e Rio de Janeiro como no exterior: Em Londres, UK e nos Estados Unidos, nos estados da Florida e Connecticut . É colunista da rádio CBN/JF no programa Morar Bem Arquitetura e Interiores, além de escrever semanalmente para o Jornal Tribuna de Minas no caderno Casa e Cia.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia