Tópicos em alta: delivery jf / eleições 2020 / coronavírus / greve / polícia

O vírus do empreendedorismo

Um copo até a metade com água está meio cheio ou meio vazio? Enxergar as dificuldades da vida com otimismo e esperança é um dom natural do ser humano, todos devem praticar. Afinal, ser empreendedor no mundo de hoje, é não ter medo de arriscar e de se reinventar. Confira algumas histórias inspiradoras de pessoas que empreenderam durante a crise.

Por Thiago Vianna

26/06/2020 às 10h45 - Atualizada 26/06/2020 às 10h45

Um copo até a metade com água está meio cheio ou meio vazio?

Cada indivíduo apresenta um olhar diferente para cada situação que surge durante a sua vida.
Existem os pessimistas que ao enxergar um copo com água pela metade sempre vão imaginar que está meio vazio, enquanto os otimistas conseguem ver o mesmo copo meio cheio.
Como publicitário, e em constante contato com vários empresários da cidade que atuam em diversos segmentos, pude perceber nitidamente as diferentes interpretações da crise econômica que estamos vivendo. Enquanto alguns não souberem como reagir e negaram toda e qualquer estratégia oferecida pela minha agência de propaganda, outros perceberam a importância de sair da sua zona de conforto e arriscar.
Este é o caso da empresária Aline Espada, proprietária de uma academia de ginástica na cidade, Aline viu seu negócio ser classificado como alto risco de contaminação, sendo uma das últimas atividades indicadas ao retorno. Preocupada com a renda de seus colaboradores e com o sustento de sua família, Espada enxergou na crise uma oportunidade. Com sua visão já direcionada para o mercado digital, a empresária dedicou todos os seus esforços na construção de uma plataforma de aulas on-line, com direito a acompanhamento individualizado nos treinos e na alimentação de seus alunos.

Com o apoio de uma agência de publicidade e propaganda, a empresária direcionou sua atenção as ferramentas de marketing digital e investiu nas gravações das aulas, edição, anúncios em sites de busca, impulsionamento de postagens nas redes sociais e empréstimos de materiais. Através destas ações, foi possível manter ativa as matrículas de seus atuais alunos e ampliar sua estrutura conquistando novas praças de atuação. Sua marca que antes atendia exclusivamente a cidade de Juiz de Fora, hoje possui alunos em todo o território nacional.

O conteúdo continua após o anúncio

“Acredito que estou no caminho que há um ano gostaria de estar, sendo uma empresa mais conhecida, que transmite o apoio desejado pelos alunos. Não é porque as portas estão fechadas que paramos de oferecer nossos serviços. Adaptamos a forma de atuação, e eu sinceramente não enxergava essa possibilidade antes da crise causada pelo novo Coronavírus, mas agora, sem sombra de dúvidas, perdurará mesmo quando a academia voltar a abrir suas portas”, comenta a empresária.
Outro caso de otimismo em meio à crise econômica que estamos vivendo é o da confeiteira Jeanne Mara, formada em administração e marketing, Jeanne sempre dedicou sua vida profissional as vendas. Após sua gestação Jeanne se viu obrigada a renunciar a sua carreira profissional para dedicar atenção a saúde de sua filha, diagnosticada com Bronquiolite obliterante, logo após o nascimento. A pequena Beatriz dependia de cuidados especiais e atenção diária. Incentivada pelo marido, Jeanne enxergou na culinária uma oportunidade de colocar em prática um desejo antigo que pudesse contribuir para o aumento da receita familiar e ajudar no alívio das tensões do dia a dia. Com a ajuda de amigos, produziu sua identidade visual, criou uma página no Instagram e deu início a produção de bolos em potes e doces gourmet, em menos de 1 mês de abertura, sua loja virtual já rendeu bons resultados. Seus pedidos já ultrapassaram 150 unidades, e sua página já possui quase 1 mil seguidores.

“Eu sempre acreditei no meu potencial para cozinhar doces, mas era preciso um empurrão para sair do sonho e virar realidade, enxerguei na crise econômica que estamos vivendo este estímulo necessário. Tenho certeza que o meu negócio está sendo um sucesso! Estou recebendo diariamente comentários maravilhosos e acredito que estou no caminho certo. Agora ninguém me segura!” comenta com entusiasmo a confeiteira.
Enxergar as dificuldades da vida com otimismo e esperança é um dom natural do ser humano, todos devem praticar. Afinal, ser empreendedor no mundo de hoje, é não ter medo de arriscar, de se reinventar. É ter a consciência de que outras vidas dependem de você, por isso, devemos erguer nossas cabeças e enfrentar os obstáculos que a vida nos impõem. Afinal, são nas dificuldades que encontramos que despertamos nossas maiores criatividades.

Thiago Vianna

Thiago Vianna

Empreendedor, Publicitário, Diretor de Planejamento e Comercial da agência Artwork Propaganda, atua no mercado publicitário há mais de 15 anos. Amante de moda, comportamento e qualidade de vida masculina, já dirigiu e produziu campanhas para grandes marcas de vestuário masculino e feminino, sua paixão pelo tema o levou a fundar o Blog Alto Estilo, canal direcionado ao público masculino, com dicas que ajudam o homem moderno se comportar e vestir, respeitando sua personalidade e estilo de vida.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia