Tópicos em alta: delivery jf / eleições 2020 / coronavírus / greve / polícia

Homem decora!

O interesse dos homens pela decoração vem crescendo nos últimos anos e a decisão de compra que antes pertencia exclusivamente às mulheres, ganha espaço entre os homens. São vários os motivos que levam a essa mudança de comportamento, entre eles, o crescimento de jovens adultos solteiros e a igualdade de gêneros.

Por Thiago Vianna

07/02/2020 às 11h43 - Atualizada 07/02/2020 às 11h43

Tire da cabeça qualquer tipo de preconceito, prezar por um lar arrumado e bem decorado contribui para o bem-estar de seus moradores afinal, estilo e bom gosto, independem de gêneros. O interesse dos homens pela decoração vem crescendo nos últimos anos e a decisão de compra que antes pertencia exclusivamente às mulheres, ganha espaço entre os homens. São vários os motivos que levam a essa mudança de comportamento, entre eles, o crescimento de jovens adultos solteiros e a igualdade de gêneros.

O interesse dos homens pela decoração apresenta um novo perfil de consumidor, geralmente preferem decorações mais sóbrias, de linhas retas, de tons neutros e texturas marcantes.
A praticidade e funcionalidade também atraem a atenção dos marmanjos e não há um que resista às novidades tecnológicas. Quando a decisão pertence ao casal, cada vez mais os homens estão exigindo um espaço só deles na casa, seja para receber seus amigos, assistir aos jogos, competir na sinuca ou apreciar um bom vinho em sua adega.

 

Para a professora e artista plástica Patricia Malvaccini, o interesse do público masculino pela decoração de suas residências vem crescendo muito de uns anos para cá.
“Com 20 anos atuando nas áreas das artes e decoração, sempre atendi clientes homens, mas venho notando um crescimento do público masculino. Acredito que os homens buscam cada vez mais a independência e a expansão espiritual através das diversas práticas terapêuticas, entre elas as artes”, explica Malvaccini. Na decoração, os homens estão à frente com muito gosto e certos do que buscam, é o que diz seu cliente fiel “O mais importante é cuidar da nossa casa interior.

Como tratamos nossa casa material é reflexo de como cuidamos de nossa alma”, comenta o empresário Eduardo Batista de Oliveira. O crescente interesse dos homens pela arte não se restringe apenas à decoração de suas residências, segundo a artista “cada vez mais cresce o número de alunos homens em minhas aulas e grande parte desses alunos, encontram na arte uma forma de expressar suas emoções ou extravasar suas tensões do dia a dia”, explica a professora. Utilizar a arte como “válvula de escape” para sair da rotina desgastante também tem sido uma excelente alternativa encontrada pelos homens, “dedicar-se à pintura ao som de uma música em um ambiente gostoso, é pura imersão, não pensar em nada e deixar a criatividade fluir, ajuda na busca do equilíbrio pessoal e profissional”, orienta Patricia.    Independente da motivação, o que importa é se sentir bem. Seja em casa com a sua família, recebendo seus amigos ou extravasando suas emoções, o importante é que seja em um lugar criado para eles, pensado por eles e do jeitinho deles.

Conheça um pouco mais do trabalho da artista: Clique aqui  

Gostou do conteúdo, siga meu Instagram: Clique aqui 

 

O conteúdo continua após o anúncio

Ficha técnica:

Studio Patricia Malvaccini

Av Deusdedith Salgado, 1299 – Cascatinha

32 99914-8023

Revisão:

Thaiza Almeida

Fotografia:

Studio Photo Aluízio

 

 

 

 

Thiago Vianna

Thiago Vianna

Empreendedor, Publicitário, Diretor de Planejamento e Comercial da agência Artwork Propaganda, atua no mercado publicitário há mais de 15 anos. Amante de moda, comportamento e qualidade de vida masculina, já dirigiu e produziu campanhas para grandes marcas de vestuário masculino e feminino, sua paixão pelo tema o levou a fundar o Blog Alto Estilo, canal direcionado ao público masculino, com dicas que ajudam o homem moderno se comportar e vestir, respeitando sua personalidade e estilo de vida.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia