Começa a instalação do programa Olho Vivo em Ubá

Na primeira fase do projeto, 18 câmeras funcionarão na área central da cidade, de um total de 64 previstas

Por Tribuna

14/11/2017 às 11h14

Instalação dos postes que receberão as câmeras de videomonitoramento já foi inciada (Foto: Reprodução/Prefeitura de Ubá)

Foi iniciada a instalação dos postes que receberão as câmeras de videomonitoramento do programa “Olho Vivo” em Ubá. Na primeira fase do projeto, 18 câmeras funcionarão na área central da cidade, de um total de 64 previstas. A Prefeitura é responsável pela manutenção dos equipamentos e pelos assistentes que trabalharão ao lado da Polícia Militar no monitoramento das imagens. A licitação para a contratação destes profissionais já foi realizada, e o investimento será de cerca de R$ 200 mil.

O Programa “Olho Vivo” realiza o videomonitoramento de imagens geradas por câmeras estrategicamente distribuídas. O projeto é uma ferramenta para a prevenção e repressão de criminalidade nas áreas instaladas. A iniciativa é uma parceria que conta também com o Poder Judiciário, por meio da Vara Criminal, Infância e Juventude; Associação Comercial e Industrial de Ubá (AciUbá); 30ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); 21º Batalhão da Polícia Militar; além do Ministério Público, Polícia Civil, Câmara Municipal de Ubá, Corpo de Bombeiros, Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind) e demais entidades de classe.

 

O conteúdo continua após o anúncio

Em Juiz de Fora

A PM divulga que os locais onde estão instaladas as câmeras apresentam redução média de 30% nos crimes. Em Juiz de Fora, onde o projeto existe desde 2015, as câmeras do “Olho vivo” contribuíram para uma redução de cerca de 25%, nos cinco primeiros meses de funcionamento do projeto. Os 54 equipamentos estão instalados em dez bairros e no Centro.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia