Presídio de Ubá abre investigação para apurar causa de mal-estar em 42 detentos

Todos precisaram ser levados para atendimento médico. Remoção do grupo mobilizou diversos órgãos

Por Tribuna

09/10/2017 às 11h34

A direção do presídio de Ubá abriu investigação para apurar as causas que levaram 42 detentos ao hospital na noite da última sexta-feira (6). De acordo com informações da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), por volta de 18h30, os presos se queixaram de mal-estar. Todos eles precisaram ser retirados das celas e levados para um hospital da cidade.

Para fazer a ação de transferência para a unidade de saúde, foi necessário o apoio de outras unidade prisionais da região, Polícia Militar, Samu e da Secretaria Municipal de Saúde de Ubá. Não foi informado o número de agentes envolvidos na manobra. A Seap informou que todos os detentos foram medicados e voltaram para o presídio. A perícia da Polícia Civil esteve no local e recolheu alguns materiais para análise.

O conteúdo continua após o anúncio

O caso foi encaminhado para a 16ª Delegacia da Polícia Civil em Ubá. O delegado Alexandrino Rosa de Souza informou que vai aguardar o laudo pericial para tomar as providências.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia