Calçadão se torna palco contra a homofobia e a favor da visibilidade LGBTTIs

Participantes ressaltaram a importância da luta pela diversidade, pela liberdade e pelo respeito

Por Vivia Lima

19/08/2017 às 17h15 - Atualizada 21/08/2017 às 09h38

 

Foto: Marcelo Ribeiro

 

O Calçadão da Rua Halfeld ganhou, neste sábado (19), as cores do arco-íris em mais um evento que marca a luta pela diversidade e integra a Rainbow Fest 2017. Historicamente o evento no local é um dos mais esperados da semana e uma espécie de “esquenta” para o Miss Brasil Gay.  A festa começou às 10h com apresentação de diversos DJs e ao meio-dia, a execução do Hino Nacional, este ano, interpretado pelo cantor lírico Thales Tácito. A drag queen Nayla Brizard animou os presentes com seu show seguido da performance da trans fitness Paloma Salume. O grupo Barbies fez do palco um espaço dançante com performances ousadas. Ao microfone, os integrantes destacaram que eles representam o meio LGBT no mundo da dança, que ainda é bastante feminino e vêm para quebrar barreiras e mostrar que todos podem “lacrar” quando balançam o esqueleto.

O presidente do Movimento Gay de Minas, Marco Trajano, salientou durante as apresentações o orgulho de poder voltar a realizar na cidade eventos grandiosos que marcam a luta pela diversidade, pela liberdade e pelo respeito ao próximo além de erguer as bandeiras contra homofobia e a favor da visibilidade LGBTTIs.

O estudante Thiago Martins ressaltou a importância de discutir a diversidade em pleno Calçadão. “Aqui talvez seja um dos espaços mais democráticos de Juiz de Fora. No Calçadão circulam pessoas de diferentes nacionalidades, credos, orientação sexual e classes sociais. Acredito que além de se discutir a questão LGBT, os eventos mostram que todos devem ser respeitados. O Rainbow Fest é a representação daquilo que a sociedade precisa: amor e respeito”, afirmou.

A aposentada Edna Simões, 72 anos, disse que estava passando pela Rua Halfeld quando se deparou com o palco e decidiu ficar. “Estou achando super divertido e colorido isso tudo. Era para eu ter ido para casa fazer almoço, mas só vou sair daqui quando terminar”, contou aos risos. Já o vendedor Gustavo Júnior veio de São Paulo (SP) exclusivamente com destino ao Calçadão da Rua Halfeld para vender bandeiras e adereços multicoloridos. “Por lá essa festa é muito conhecida. Aproveitei para trazer meus produtos e ganhar um dinheiro extra.”

A Polícia Militar não estimou quantitativo de público e garantiu que nenhuma ocorrência foi registrada até às 15h, quando houve o encerramento da programação no local. Em seguida, tiveram início as comemorações na Praça Antônio Carlos, outro espaço para Djs e diversas apresentações. A festa continua neste domingo (20), a partir de meio-dia, quando a eleita Miss Brasil Gay 2017 comemora seu título e faz na Feijoada da Miss, que acontece no Premier Parc Hotel, sua primeira aparição. O samba de Sandra Portela anima os presentes.

O conteúdo continua após o anúncio

 

 

 

 

 

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia