Tupi perde e enfrentará o Fortaleza no mata-mata

Carijó foi derrotado por 3 a 2 pelo Bragantino; resultado mantém o time paulista na Série C

Por Marcio Santos

09/09/2017 às 19:13hs - Atualizada 09/09/2017 às 21:54hs

Foto: Leonardo Costa/tupifc.esp.br

 

Com apenas dois jogadores titulares em campo e jogando para um público de 907 pagantes, o Tupi perdeu de virada por 3 a 2 para o Bragantino, na tarde deste sábado, no Estádio Municipal, e confirmou a classificação em segundo lugar para a próxima fase do Campeonato Brasileiro da Série C. Matheus Peixoto, Gilberto e Guilherme marcaram para o Bragantino. Rafael Teixeira e Romarinho descontaram para o Tupi.
Com o resultado, o Carijó terminou em segundo lugar no grupo B, com 28 pontos, e agora enfrentará no mata-mata o Fortaleza, que ficou em terceiro lugar no grupo A. O vencedor do duelo garante vaga na Série B do Brasileiro de 2018. O primeiro jogo será no Ceará, e o decisivo, em Juiz de Fora. Datas e horários serão definidos pela CBF nesta segunda-feira (11). Já o Bragantino conseguiu escapar do rebaixamento à Série D, deixando as duas últimas posições para Mogi Mirim e Macaé. O São Bento terminou em primeiro do grupo com 31. Tombense, com 26, e Volta Redonda, com 25 pontos, são os outros classificados da chave.

 

O jogo

O Tupi começou eletrizante e, logo aos 2 minutos, marcou o seu gol. Depois de boa jogada pela direita de Afonso, a bola foi afastada pela zaga do Bragantino e sobrou na intermediária para Kalu, que arriscou. Dentro da grande área, Rafael Teixeira dominou, girou e mandou para a rede. Tupi 1 a 0.
O Bragantino tentava penetrar no setor defensivo, mas o Tupi afastava. Aos 15 minutos, todavia, depois de um contra-ataque, a bola sobrou para Adriano. O goleiro carijó Villar ficou indeciso na saída e o jogador do Bragantino tocou por cima dele, para Matheus Peixoto escorar e mandar para o gol, empatando o jogo. A partir daí, o jogo ficou bem movimentado, com chances para as duas equipes.
Mas o Bragantino criava as melhores oportunidades. Aos 33, depois de uma cobrança de escanteio pela esquerda e novamente uma saída ruim do arqueiro do Galo, o zagueiro Gilberto cabeceou para virar o jogo. Bragantino 2 a 1. No último lance do primeiro tempo, o mesmo Gilberto cobrou uma falta do meio da rua. O Goleiro Villar deixou a bola escapar, quase tomando um frango. Ele conseguiu se recuperar e pegou a bola em cima da linha, evitando o terceiro gol do Bragantino.

 

O conteúdo continua após o anúncio

Segunda etapa

A segunda etapa começou com o técnico do Tupi, Aílton Ferraz, colocando o atacante Ítalo na vaga do lateral Afonso, mas o Bragantino continuou pressionando e buscando a definição do jogo. Aos 23 minutos, depois de cobrança de escanteio, a defesa carijó não subiu, e o zagueiro Guilherme ampliou o marcador. Bragantino 3 a 1.

Sentindo a pressão da torcida, o Tupi foi para cima e, aos 41 minutos, Romarinho diminuiu o marcador, anotando o seu primeiro gol com a camisa do carijó. De inusitado, fica a expulsão do mascote do Tupi na comemoração do primeiro gol juiz-forano. Após invadir o campo para festejar, o Galo foi convidado a se retirar do gramado e assistiu ao resto da partida junto da torcida, na arquibancada.

 

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia