JF Vôlei tem mais um desafio no Sul

Equipe local enfrenta o Lebes/Canoas nesta quinta-feira em busca da segunda vitória para sair da zona de rebaixamento

Por Júlio Black

06/12/2017 às 19h59

Grupo treinou forte durante as últimas atividades em Juiz de Fora, realizadas no Ginásio do Sesi e segue na penúltima posição, com dois pontos e apenas uma vitória em nove partidas. (Foto: Marcelo Ribeiro)

O JF Vôlei tem mais um duro desafio em sua luta para sair da zona de rebaixamento da Superliga Masculina de Vôlei. A equipe enfrenta nesta quinta-feira (7), às 19h30, os gaúchos do Lebes/Canoas, no Ginásio La Salle, em Canoas, em partida válida pela décima rodada do primeiro turno da competição. O jogo terá transmissão dos canais SporTV.

A equipe de Juiz de Fora segue na penúltima posição da Superliga, com dois pontos e apenas uma vitória em nove partidas, e vem de derrota, em casa, para o Ponta Grossa /Caramuru. Já o Lebes/Canoas está na zona intermediária da tábua de classificação, em oitavo lugar e com 11 pontos conquistados em quatro vitórias. Um fator preocupante para o JF Vôlei é que todos esses triunfos foram obtidos sobre adversários situados entre o sétimo lugar e a lanterna. Na última roda, o Canoas foi derrotado em casa pelo Corinthians/Guarulhos, quinto colocado no campeonato, por três sets a zero.

“A Superliga é um campeonato equilibrado, em que precisamos estar atentos aos detalhes importantes e que muitas vezes não aparecem nas estatísticas”, Henrique Furtado, técnico do JF vôlei

Para essa partida, o técnico do JF Vôlei, Henrique Furtado, teve pouco tempo para preparar e treinar o time. Na última atividade realizada na cidade, na terça (5), o passe foi um dos fundamentos mais cobrados dos jogadores, enquanto que na segunda-feira o foco esteve na defesa, bloqueio e contra-ataques. Além disso, na terça, o que se viu foi o treinador colocando os atletas para treinar diversas situações de jogo, com orientações sobre o posicionamento em quadra. Ainda que a posição na tabela seja desfavorável, o grupo seguia treinando com afinco.

Henrique comentou a respeito da última partida e disse que, apesar da derrota, pôde tirar coisas boas do confronto com o Ponta Grossa/Caramuru, como o desempenho no ataque, e que é preciso melhorar questões como o bloqueio e o passe, muito castigo com o saque adversário. “Outro ponto fundamental é melhorar a marcação nos jogadores-chave adversários”, aponta.

O conteúdo continua após o anúncio

Ele comentou ainda sobre o que conversou com os jogadores durante a semana. “Em primeiro lugar é preciso manter o foco, independente do resultado. Enxergar as coisas positivas, eu noto o crescimento no desempenho de alguns atletas. Muitas vezes, ao olharmos apenas o resultado, os números frios, isso pode mascarar o que houve de bom em quadra. A Superliga é um campeonato equilibrado, em que precisamos estar atentos aos detalhes importantes e que muitas vezes não aparecem nas estatísticas”, afirma. “E não podemos esquecer que do outro lado temos um grande adversário, sempre.”

A equipe viajou para o Rio Grande do Sul na manhã de quarta (6) e já estava com treinamento agendado para a parte da tarde. Nesta quinta, o grupo volta a treinar pela manhã, na preparação final para o jogo contra o Lebes/Canoas.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia